Xavi volta ao Barcelona como técnico; veja a opinião de jornalistas sobre o 'sucessor de Guardiola'

·6 min de leitura


O Barcelona anunciou a contratação de Xavi como o seu novo treinador nesta sexta-feira. Considerado o sucessor de Pep Guardiola por conta de suas ideias que compartilham o jogo de posição, o comandante do Barça é a grande esperança do time blaugrana. O LANCE! apresenta a opinião de jornalistas sobre o novo técnico dos catalães.

>>> Veja a tabela do Espanhol <<<

LA MASÍA RECEBE SUA CRIA
Todo o projeto de clube do Barcelona é baseado em sua categoria de base. Em La Masía, os jogadores são formados em um modelo de jogo característico do clube. Com momentos de glória levados por Johan Cruyff e Pep Guardiola, o 'Futebol Total' recebe Xavi Hernández como seu novo adepto.

Ao LANCE!, o jornalista Paulo Calçade, dos Canais Disney, falou sobre o desenvolvimento das categorias de base do Barcelona e como Xavi é um ótimo nome para alavancar o potencial de La Masía.

- O Xavi é um dos jogadores mais impressionantes que eu assisti no campo. Ele foi um escândalo como jogador. Eu acho que isso é um ponto muito importante dentro daquela ideia de jogo de posição do Guardiola, que tem a ver também com a toda teoria de La Masía, porque La Masía tem uma teoria sobre o jogo, que é uma teoria que constrói os jogadores, forma os jogadores de La Masía. E o problema é que, nos últimos anos, desde a saída de Guardiola, toda essa ideia de La Masía ficava lá em La Masía, e ela não era vista no time principal. Então agora chegou alguém que pode ser capaz - eu acho que Xavi é uma aposta, não é uma certeza - de colocar em prática a teoria que lá macia forma os jogadores e trazer para o time principal - disse.

Calçade também acredita que as ideias de jogo que podem ser aplicadas por Xavi no Barcelona devem seguir o estilo do jogo de posição de Pep Guardiola, além de seus métodos fora de campo para gestão da equipe.

- Então acredito que é isso que ele vai tentar implantar no Barcelona. O modelo eu acredito que seja algo muito parecido, aquilo que o Guardiola colocou do jogo de posição evidentemente com aquilo que ele acredita, com a formação dele, mas ele acredita naquela história e ele é um jogador feito dentro do Barcelona. Então, essa é uma vantagem muito grande. Me parece um cara superdisciplinado, ele é exigente, era um jogador muito sério e será assim como treinador. Então esse é um ponto superimportante para observar. Eu vejo dessa forma: o Xavi é uma esperança. Talvez a maior esperança desde a saída do Guardiola - adicionou Calçade.

Pep Guardiola e Xavi Hern&#xe1;ndez - Barcelona
Pep Guardiola e Xavi Hernández - Barcelona

Xavi e Guardiola compartilharam grandes momentos no Barcelona (Foto: Divulgação / Site oficial do Barcelona)

SUCESSOR DE GUARDIOLA?
O título de 'sucessor de Guardiola' é algo inevitável para Xavi. Ao compartilhar e aplicar diversas ideias de seu ex-treinador quando comandou o Al Sadd, do Qatar, enxergou-se que o novo técnico do Barcelona é um grande discípulo de Pep. O jornalista Gabriel Corrêa, da Bandeirantes e do Footure, falou ao L! sobre a comparação.

- Apesar de não gostar muito dessa questão de sucessor do Guardiola, eu acho que é impossível não colocar nessa comparação, porque ele foi um dos melhores jogadores do mundo naquele período onde ele foi comandado pelo Guardiola, e a gente sabe que ele comparte muito, para não dizer 100% das visões do Guardiola. Isso a gente viu em diversas entrevistas dele explicando os modelos de jogo, observando os jogos do Al Sadd, então é difícil não colocar ele como como um sucessor do Guardiola - disse.

O momento da chegada de Xavi, porém, é muito diferente do que Guardiola viveu no Barcelona. Como Gabriel comenta em sua fala, o clube vive uma grande crise, algo muito mais grave do que ocorria em 2008. Com isso, o trabalho de Xavi torna-se ainda mais complicado.

- É claro que hoje ele chega num período muito diferente do que era o Guardiola, porque o Guardiola poderia chegar num momento que não era o melhor depois da saída do Rijkaard, mas o clube não vivia uma crise financeira, institucional e tudo mais, ambos com Laporta, inclusive, Laporta chegou para salvar naquele momento, chegou agora pra tentar salvar nesse momento. E o Xavi não tem o melhor contexto que ele chega - adicionou Gabriel.

Por fim, Gabriel Corrêa adiciona que o trabalho de Xavi no Al Sadd foi muito bom, e gerou grandes resultados. Ainda assim, o desafio é de outro patamar no momento. Em uma das maiores ligas do mundo, Xavi assume um clube que tem o compromisso de disputar para vencer todas as suas competições, e terá que se provar.

- Talvez ele saiba que pode ser a grande chance dele provar de fato que ele é um grande treinador e que será um grande treinador. Tudo que a gente já viu dele é muito bom - claro que na Liga Catari - mas agora o grande desafio dele é é dentro de uma Top 5, de uma das cinco grandes ligas, então acho que ele não vai abrir mão dos princípios dele, de ter um time que vai dominar com a bola, vai querer atacar a todo instante. Com certeza, por tudo que a gente já viu, vai ser algo, pelo menos no ideal, com o que foi com o Guardiola, e o Al Sadd fazia isso: dominava a Liga, querendo ou não - concluiu.

Barcelona x Bayern
Barcelona x Bayern

Barcelona vive grande crise no clube (Foto: LLUIS GENE / AFP)

PROBLEMAS NO TIME
Apesar da grande empolgação com a chegada de Xavi, o momento do Barcelona é uma enorme dificuldade para o treinador. Com um elenco que deixa a desejar em relação aos de temporadas anteriores, o campo de trabalho não é dos melhores para o comandante. Ao L!, a jornalista Marília Oliveira diz encontrar empecilhos na 'situação delicada' do Barça.

- Pelo trabalho bem feito no Al-Sadd, Xavi é um forte candidato para ser o sucessor de Guardiola. No entanto, a torcida deve ter paciência. A situação atual do Barcelona é delicada e, justamente por isso, não acredito na volta imediata do ‘tiki taka’. Até porque o time tem suas limitações e as prioridades são diferentes da época de ouro de Pep - disse a jornalista.

Ainda assim, o que impera no ambiente do Barcelona é o sentimento de enxergar uma luz no fim do túnel, e o trabalho de Xavi gera esperança. Mesmo com as dificuldades, Marília diz acreditar em um futuro com as peças existentes no clube.

- Vejo que a proposta de jogo do Xavi funciona com as peças que o Barcelona tem atualmente. Espero também que ele faça bom uso dos jogadores de La Masia. Xavi é ídolo, foi um jogador único e não tenho dúvida de que ele vai trabalhar da melhor forma possível. É muito bom tê-lo de volta no Barcelona - concluiu.

Ídolo no clube catalão como jogador, Xavi deixou o Al Sadd, do Qatar, para assinar contrato com a equipe blaugrana nesta sexta-feira. Anunciado pelo Barcelona durante a noite, o espanhol deve assistir a partida deste domingo, contra o Celta de Vigo, no Camp Nou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos