Xavi evita definir PSG como erro, elogia Neymar, mas alerta: “Pode fazer a diferença, mas depende da ambição dele”

Colaboradores Yahoo Esportes
·5 minuto de leitura
(Foto: Reuters)
(Foto: Reuters)

Por Tiago Leme, de Doha, no Qatar (@tiago_leme)

Durante as duas temporadas em que Xavi e Neymar atuaram juntos pelo Barcelona, de 2013 a 2015, o meio-campista espanhol era umas das pessoas que mais dava conselhos para o brasileiro. Hoje cada um seguiu seu caminho, mas a boa relação e os 12 anos de diferença de idade entre eles fazem com que o mais experiente ainda tenha palavras de afeto para o atleta mais jovem. Os dois inclusive ainda mantêm conversas à distância e trocam mensagens. Em entrevista ao “Yahoo Esportes”, o atual técnico do Al Sadd, do Qatar, rasgou elogios ao atacante do Paris Saint-Germain, destacou a capacidade do atacante, mas também fez um alerta.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM
SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

Para Xavi, a qualidade de Neymar dentro de campo é indiscutível, mas é preciso ter cabeça boa para que este talento resulte em uma carreira de sucesso.

Leia também:

“Eu sei das condições do Neymar, sei da capacidade dele e ele pode fazer a diferença todo tempo, mas isso depende dele. Depende da mentalidade dele, da ambição dele, da paixão dele, porque ele tem tudo para jogar futebol e fazer a diferença no melhor nível. E ele é um cara bom, eu posso dizer que ele é um cara muito bom, boa pessoa, bom profissional na equipe. Então depende dele, depende do desempenho dele dentro de campo, apenas isso”, afirmou o espanhol.

Cotado nos últimos dias para assumir o cargo de treinador do Barcelona no caso de saída de Ernesto Valverde, Xavi conversou com a reportagem do “Yahoo” no último dia 23 de dezembro, em Doha, após a goleada de sua equipe por 5 a 1 sobre o Al Gharafa, pela Liga do Qatar, país onde ele vive há quatro anos e meio. Nas respostas, apesar do alerta, classificou o antigo companheiro de equipe como “um cara bom, boa pessoa”. Durante a carreira, o comportamento de Neymar em determinadas situações já foi motivo de críticas e gerou polêmicas.

Aos 39 anos, Xavi colocou Neymar, atualmente com 27 anos, entre os melhores do mundo, apenas um degrau abaixo do argentino Messi. Porém, o ex-jogador do clube catalão lamentou as lesões sofridas pelo brasileiro nos momentos decisivos das duas últimas temporadas pelo PSG, quando o camisa dez fraturou o quinto metatarso do pé direito e desfalcou o time em jogos importantes.

“Eu acho que o problema do Neymar foi que ele se machucou nos dois últimos anos bem no momento da Champions League, dos grandes eventos, das grandes competições. Este foi o problema dele. Esta temporada a gente vai poder ver o Neymar no momento certo. Na minha opinião ele é um dos melhores jogadores do mundo. O Messi está aqui acima, mas o Neymar está no segundo degrau. Ele pode fazer a diferença, é um jogador inacreditável, tem um talento incrível. É um prazer vê-lo jogar e foi um prazer ter jogado no mesmo time que ele”, declarou.

Questionado se considerava um erro Neymar ter trocado o Barcelona pelo Paris Saint-Germain na metade de 2017 e se ele deveria voltar à Catalunha, Xavi evitou dar uma opinião concreta. Ele pensou bem antes de responder a pergunta, despistou e explicou que prefere esperar para ver antes o que vai acontecer nesta temporada, principalmente na reta final da Liga dos Campeões da Europa.

“Eu não posso dizer isso neste momento, talvez nessa temporada o Paris possa ganhar tudo, então minha opinião vai ser diferente. Talvez a gente possa ter uma opinião melhor em dois ou três anos”, justificou o espanhol ao “Yahoo Esportes”.

Em uma comparação do nível do futebol entre o Campeonato Espanhol e o Francês, Xavi ainda descartou que uma possível fragilidade dos adversários atuais de Neymar na França esteja prejudicando o desenvolvimento do atacante.

“Isso não é verdade, eu não concordo. A Liga Francesa é muito forte também. Claro que o Paris Saint-Germain está em um outro nível em relação aos outros times, mas é uma liga muito forte fisicamente, tem boa organização, bons treinadores. Não é fácil jogar na Liga Francesa”.

Antes do início da temporada 2019/2020, Neymar manifestou a sua vontade de retornar ao Barcelona, mas a negociação foi frustrada e ele permaneceu em Paris. Com contrato até o junho de 2022, o craque brasileiro está constantemente ligado a rumores de uma volta à Espanha. Já Xavi, que está no Al Sadd como atleta desde o meio de 2015, virou técnico na metade de 2019 e tem vínculo até junho de 2020, nunca escondeu seu desejo de um dia comandar o clube catalão.

Não é difícil imaginar que o reencontro entre os dois possa acontecer no futuro. Enquanto isso não se realiza, Neymar também retribuiu os elogios a Xavi ao ser perguntado sobre o espanhol neste domingo, após ter ótima atuação com dois gols no empate do PSG contra o Monaco, por 3 a 3, no Parque dos Príncipes.

“O Xavi como jogador é excepcional, e acho que também está bem como treinador. Se ele for o treinador do Barça, que sorte tem o Barça, porque o Xavi é uma grande pessoa, eu tive o prazer de jogar com ele, de ser seu companheiro e desejo toda a sorte do mundo”, disse Neymar.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter