Xavi diz que rejeitou assumir Seleção Brasileira após Copa do Mundo

·2 min de leitura
Xavi Hernandez foi ovacionado pelos torcedores do Barcelona. Foto: Xavier Bonilla/NurPhoto via Getty Images
Xavi Hernandez foi ovacionado pelos torcedores do Barcelona. Foto: Xavier Bonilla/NurPhoto via Getty Images

Um novo capítulo começou a ser escrito na relação entre Xavi e Barcelona nesta segunda-feira. Um dos maiores ídolos da história do clube catalão, o ex-meio campista foi apresentado como o novo técnico do time profissional em evento realizado no Camp Nou. E durante uma entrevista coletiva, ele disse que rejeitou ser técnico da Seleção Brasileira após a Copa do Catar.

Em uma pergunta feita pelo repórter brasileiro Marcelo Bechler, da TNT, o novo comandante do Barcelona disse que recebeu um convite para trabalhar com Tite na Seleção e assumir o cargo de técnico após a Copa de 2022, mas que rejeitou porque queria voltar ao clube onde fez sucesso dentro de campo.  

Leia também:

Antes mesmo de se reencontrar com a torcida que deu tantas alegrias, Xavi falou com a TV oficial do clube e se mostrou esperançoso com o trabalho que está começando.

“Vejo muita esperança, as expectativas são altas. Trata-se de obter rendimento imediato. Em resumo, é uma esperança. Há elenco e há talento. Tentarei transmitir experiência aos jogadores para conseguir os títulos”, analisou.

Empolgado com a torcida que foi à casa barcelonista, Xavi posou para fotos com seus familiares e até entoou cantos juntos dos fãs, tudo isso sempre ao lado do presidente do clube, Joan Laporta.

Negociação teve pagamento de multa a clube do Catar

Xavi se mostrou muito contente com a oportunidade após trabalhar no Al-Sadd do Catar. Para ele era difícil recusar um convite de um clube onde sempre teve muito carinho.

“O presidente me chama e eu sou o escolhido. Tive uma multa rescisória, mas todos fizemos a nossa parte para resolver. A expectativa é alta, é obter resultado imediato. Em resumo, é ilusão", começou por afirmar, antes de exaltar o clube catalão.

Xavi terá um tempo precioso para colocar suas ideias aos novos comandados já que os treinamentos começam na terça-feira (9) e o próximo jogo só acontece no 20 de novembro, quando encara o Espanyol, em partida válida pela 14ª rodada do Campeonato Espanhol.

Em seguida, terá confronto que vai definir o futuro na Champions, contra o Benfica, em casa, valendo vaga nas oitavas de final da principal competição de clubes europeus. Quem vencer o duelo está classificado para o mata-mata.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos