Xavi admite ter descartado treinar o Barça por ser 'cedo demais'

AFP
(Arquivo) O técnico e ex-jogador Xavi Hernández
(Arquivo) O técnico e ex-jogador Xavi Hernández

O ex-jogador espanhol Xavi Hernández confirmou nesta quinta-feira ter recusado uma proposta para se tornar técnico do Barcelona, afirmando ser "cedo demais" para assumir tal cargo.

Xavi, de 39 anos, campeão do mundo e bicampeão europeu com a Espanha e ídolo da torcida do Barcelona, foi o escolhido pela diretoria do clube catalão para substituir o então técnico Ernesto Valverde, um cargo que acabou entregue a Quique Sentién.

"Eu recebi uma proposta do Barcelona na presença de Eric Abidal", ex-jogador e atual diretor esportivo do clube, "mas não aceitei a proposta, porque é cedo demais para treinar o Barcelona", declarou Xavi em comunicado divulgado pelo Al Sadd, clube catariano do qual é o atual técnico.

"Mas sempre será meu sonho treinar esta equipe no futuro", completou Xavi, que na carreira de jogador disputou 855 jogos pelo Barcelona.

Setién, que ganhou notoriedade ao treinar o Real Betis, assinou contrato com o Barcelona até 2022, mas poderá deixar o cargo em 2021 caso o próximo presidente do clube prefira outro nome.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também