Xô, incômodo! Após desencantar, Luis Fabiano quer deslanchar no Vasco

Luis Fabiano enfim desencantou no Vasco. No seu sexto jogo pelo clube, estufou as redes do Botafogo e contribuiu para levantar o troféu da Taça Rio no último domingo. Fabuloso sabe da cobrança que existe e agora quer deslanchar. O camisa 9 da equipe comandada por Milton Mendes admitiu ainda que se sente cada vez melhor e mira para sábado, diante do Fluminense, na semifinal do Campeonato Carioca, fazer mais.

- Em termos de finalização, acho que foi a melhor atuação que tive sim, apesar de não ter finalizado como gostaria. Eu me senti bem melhor do que vinha me sentindo nos jogos passados. Até porque tive duas semanas para treinar e consegui treinar bem. Fiquei muito tempo sem jogar, sem treinar adequadamente. Foram muito importantes essas duas semanas de preparação (no Caprres) - afirmou Luis Fabiano ao SporTV.

O período em jejum no Vasco, após ter chegado ao clube como a maior contratação para esta temporada, incomodou Luis Fabiano. As finalizações aconteciam, mas a bola não entrava. Fabuloso queria o quanto antes começar a retribuir o carinho dos torcedores desde o seu desembarque no Rio de Janeiro, em uma novela que durou meses. Ainda ao canal de TV por assinatura, o camisa 9 vascaíno comentou sobre o assunto:

- Estava, tem que ser sincero, porque incomoda muito para o atacante não fazer muito. Depois de todo o carinho que recebi, queria muito retribuir o carinho. Desde que eu pisei no Rio, tem sido fantástico a torcida me acolhendo de uma maneira espetacular. Estava me incomodando não retribuir esse carinho todo. Atacante vive de gol. Eu sabia de tudo o porquê de não estar saindo os gols. Muito tempo sem jogar. Mas incomoda não fazer gol.

Ainda sobrou para uma brincadeira de Luis Fabiano com o companheiro e também atacante Manga. O colombiano foi o autor da assistência no lance do primeiro gol de Fabuloso com a camisa do Vasco. Com risadas, ele explicou.

- Eu falei “ou você toca, ou você morre, Manga” (risos). Eu acompanhei a jogada. Se ele chuta, podia ter o rebote no lance. Ele dominou e já olhou do lado. Tinha a convicção de que ele ia tocar essa bola para mim. O goleiro do Botafogo saiu fechando o ângulo dele. O Manga não é um cara egoísta, fominha, ele sempre toca para o companheiro que está melhor. Manguita! Que belo passe. Abençoado Manga - finalizou.









E MAIS: