WTA tem dúvidas sobre informações oficiais chinesas sobre desaparecimento de Peng Shuai

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
A tenista chinesa Peng Shuai já foi número 1 em duplas (AFP/GREG BAKER)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O diretor executivo da WTA, que organiza o circuito mundial de tênis feminino, manifestou nesta quarta-feira dúvidas sobre a informação oficial da China sobre o desaparecimento da tenista Peng Shuai.

"O comunicado publicado hoje (quarta-feira) pela mídia oficial chinesa a respeito de Peng Shuai só aumenta minha preocupação com sua segurança e sua localização", escreveu Steve Simon em um texto publicado na noite desta quarta-feira.

"Acho difícil acreditar que Peng Shuai realmente tenha escrito a correspondência que recebemos e que ela possa pensar as palavras que foram atribuídas a ela", acrescenta.

"Peng Shuai demonstrou uma coragem incrível ao denunciar a violência sexual da qual afirma ter sido vítima por um alto dirigente do país", acrescenta Simon, que exige "provas independentes e comprováveis" de que a tenista está em boas condições.

"Tentei em várias ocasiões contactá-la por meio de diferentes canais de comunicação, mas sem sucesso", explica Simon, que pede que Peng Shuai "tenha permissão para se expressar livremente, sem coerção ou intimidação de qualquer tipo".

A ex-nº 1 mundial em duplas, de 35 anos, acusou o ex-vice-premiê Zhang Gaoli, que foi um dos políticos mais poderosos da China de 2013 a 2018, nas redes sociais de tê-la forçado a fazer sexo.

A explosiva acusação apareceu brevemente no dia 2 de novembro na conta oficial do Weibo da tenista vencedora de Roland Garros em 2014 nas duplas.

Em 4 de novembro, a China bloqueou qualquer referência a essa mensagem atribuída a Peng Shuai, e que a AFP não pôde confirmar com certeza que foi escrita por ela, enquanto seu entorno se recusou a fazer qualquer comentário.

Desde então, a tenista não deu sinais de vida e Zhang Gaoli tampouco reagiu publicamente às acusações.

ig/bde/fbx/mcd/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos