Woodley classifica como "estúpida" decisão de Demian em enfrentar Masvidal

Com uma excelente sequência de seis vitórias consecutivas, Demian Maia ainda terá mais um obstáculo antes de voltar a sonhar com um title-shot. No próximo dia 13 de maio, o especialista na arte suave enfrentará Jorge Masvidal em um luta que pode definir o próximo desafiante ao cinturão. Contudo, na opinião de Tyron Woodley, campeão da divisão dos meio-médios (77 kg), a decisão do brasileiro em enfrentar o perigoso ‘Gamebred’ foi equivocada, uma vez que ele já seria o próximo na fila para disputar o título.

Durante uma entrevista no programa de podcast ‘UFC Unfiltered’, Woodley apontou que Demian já tinha conquistado o seu direito. E, por isso, para o campeão, o brasileiro poderia ter esperado o desfecho do seu duelo contra Stephen Thompson antes de tomar qualquer decisão sobre subir no octógono.

“Infelizmente para o Demian Maia, ele aceitou a luta na semana em que eu enfrentei o Wonderboy. Na minha opinião, foi uma péssima jogada. Espere e veja como acabará a luta. Se ninguém sair machucado e tiver um vencedor – sem mais empates -, você já está em posição para ser o próximo a disputar o cinturão. Por que se colocar em uma luta com o pior casamento possível e que não vale o título? Por que se colocar nessa situação? Não quero chamar ele de estúpido, mas essa decisão foi”, declarou.

Apesar da opinião de Woodley, as coisas podem ter acontecido de forma diferente. Em conversa com a reportagem da Ag. Fight durante o UFC Fortaleza realizado em março passado, Demian admitiu que foi obrigado a aceitar essa luta para continuar com o sonho de disputar o cinturão cinturão.

“Na minha cabeça não mudou nada, mudou na cabeça do UFC, que falou que eu teria que pegar essa luta para poder lutar pelo título. Eu tinha uma opção, que era aceitar a luta se eu quisesse lutar pelo cinturão, e eu aceitei. Quem escolhe quem vai lutar pelo título é o UFC. Então, a partir do momento que o UFC diz que você precisa se manter ativo para lutar pelo título…”, afirmou o atleta na ocasião.

Atualmente, Demian ocupa a 3ª posição no ranking dos meio-médios. Aos 39 anos de idade, o brasileiro coleciona na carreira um cartel com 24 vitórias e seis derrotas.