Wolff: futuro de Russell na Williams está fora do controle da Mercedes

Luke Smith
·3 minuto de leitura

No paddock da Fórmula 1 durante o GP de Portugal, um dos principais assuntos envolvendo o mercado para 2021 foi a aproximação de Sergio Pérez com a Williams e como isso pode deixar George Russell sem vaga para o próximo ano. E para o chefe da Mercedes, Toto Wolff, o futuro do piloto britânico está fora das mãos da montadora alemã, dependendo apenas de sua equipe.

A Williams havia anunciado em julho que Russell, piloto da Academia da Mercedes, continuaria com a equipe em 2021, tendo novamente ao seu lado o canadense Nicholas Latifi.

Leia também:

Pelé celebra Hamilton por vitória 92 na F1: "A história nunca para de ser escrita" F1 apresenta calendário provisório de 2021 às equipes nesta segunda (26) Horner descarta troca de Albon em 2020, mas fala de opções para 2021

Mas a mudança de donos da equipe, com a aquisição da Williams pela Dorilton Capital, pode levar a uma revisão da dupla para 2021, com uma análise de opções alternativas.

Na quinta, Russell disse que não estava preocupado com seu futuro e que iria conversar com a gerência da equipe durante o final de semana. O presidente executivo da Dorilton, Matthew Savage, estava em Portimão na sexta, assistindo aos treinos.

O chefe interino da Williams, Simon Roberts, disse na sexta que nada havia mudado nos planos da equipe para 2021 com relação aos pilotos, mas se recusou a confirmar que Russell e Latifi seguirão no próximo ano.

Russell faz parte da Academia da Mercedes desde 2017 e antes da renovação de Valtteri Bottas, seu nome foi cotado para a segunda vaga na equipe, e agora enfrenta a possibilidade de não estar no grid em 2021 caso Pérez seja contratado no seu lugar.

Wolff disse que o futuro de seu pupilo depende totalmente da decisão que será tomada pela Williams, e, pessoalmente, não julga a situação financeira enfrentada pela equipe.

"No final das contas, a decisão é da Williams. Todos conhecemos as capacidades de George. Ele é uma estrela do futuro e segue imbatível em comparação a seus companheiros [na classificação]".

"Em diversos momentos ele mostrou pontos positivos em um carro que não é competitivo no momento, e vejo ele como um grande ativo para uma equipe".

"Mas, obviamente, há uma realidade financeira que não sou capaz de julgar. Tudo depende da decisão dos novos donos e de Simon sobre o que eles querem para o futuro".

Atualmente, Russell não traz aportes financeiros para a Williams, algo que tanto Latifi quanto Pérez são capazes de oferecer.

Na quinta, Pérez disse que espera ter notícias sobre seu futuro na F1 logo, mas não falou se está negociando com a Williams. Wolff confirmou que a Mercedes entrou em contato com a equipe para entender a situação de Russell após os primeiros rumores envolvendo o mexicano.

"Sim, conversamos sobre George. Mas, no final, é como eu disse: a decisão é deles".

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

TOP-5: As maiores tretas entre campeões da F1

PODCAST: O mercado da F1 para 2021 e os 30 anos do bicampeonato de Senna

Your browser does not support the audio element.