Brasil visita carrasco em último amistoso antes de convocação para Copa

EFE

Berlim, 26 mar (EFE).- A seleção brasileira enfrentará a Alemanha, carrasco nas semifinais da última Copa com o 7 a 1 do Mineirão, nesta terça-feira no Estádio Olímpico de Berlim, no último amistoso antes que o técnico Tite faça a convocação para o Mundial deste ano.

No elenco atual, apenas quatro jogadores estiveram em campo no dia 8 de julho de 2014 em Belo Horizonte: o lateral-esquerdo Marcelo e o volante Fernandinho, que foram titulares, além do também volante Paulinho e do meia-atacante Willian, que entraram no decorrer da goleada.

Embora falar da derrota para a atual campeã mundial ainda gere desconforto em alguns atletas e torcedores, para Tite, jogar contra os alemães será importante na preparação para a Copa na Rússia.

"Estamos em uma etapa de reconstrução, e emocionalmente é importante enfrentarmos a Alemanha. Tem uma importância psicológica muito grande, e isso não deve ser desprezado. O 7 a 1 da Copa é como um fantasma", comentou o treinador da seleção pentacampeã em entrevista coletiva.

O Brasil continua sem contar com seu principal jogador, o atacante Neymar, desfalque devido a uma fratura do quinto metatarso do pé direito.

Depois de ter apostado em uma formação ofensiva na vitória sobre a Rússia por 3 a 0 na última sexta-feira em Moscou, com Philippe Coutinho por dentro e Douglas Costa e Willian nas pontas, Tite será mais cauteloso em Berlim. Coutinho atuará aberto, e Fernandinho entrará no meio, formando um trio com Casemiro e Paulinho.

Entre os alemães, conforme declarou o treinador Joachim Löw, acredita-se que o 7 a 1 está menos presente neles que nos brasileiros.

"O importante para nós era ter vencido a semifinal. No dia seguinte, viramos a página do resultado para nos concentrarmos na final. Era só um passo para a nossa meta", afirmou.

A 'Mannschaft' vem de um empate com a Espanha em 1 a 1, também na última sexta, em Düsseldorf, e tem problemas no gol para encarar o Brasil. Sem Neuer, longe dos gramados desde o ano passado, o time perdeu também Ter Stegen, com um problema no joelho. Leno deverá começar jogando. Além disso, o meia Özil e o atacante Müller deixaram a concentração devido à grande sequência de jogos por seus clubes e também estão fora.

Löw então deve fazer até sete alterações em relação ao duelo com os espanhóis e provavelmente trocará inclusive o sistema de jogo, optando pelo 3-5-2 em vez do 4-2-3-1.


Prováveis escalações:.

Alemanha: Leno; Rüdiger, Boateng e Ginter; Kimmich, Gündogan, Goretzka, Stindl e Plattenhardt; Sané e Werner. Técnico: Joachim Löw.

Brasil: Alisson; Daniel Alves, Miranda, Thiago Silva e Marcelo; Casemiro, Paulinho e Fernandinho; Willian, Coutinho e Gabriel Jesus

Árbitro: Jonas Eriksson (Suécia), auxiliado pelos compatriotas Mathias Klasenius e Daniel Wärnmark.

Estádio Olímpico de Berlim. EFE


Leia também