Witzel se ajoelha diante de Gabigol, que não corresponde

Folhapress
***FOTO DE ARQUIVO*** FLORIANÓPOLIS, SC, 10.10.2019 - O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, participa do 5º Encontro do Consórcio de Integração Sul e Sudeste (Cosud), no Costão do Santinho, em Florianópolis, neste sábado (19). (Foto: Roberto Zacarias/Mafalda Press/Folhapress)
***FOTO DE ARQUIVO*** FLORIANÓPOLIS, SC, 10.10.2019 - O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, participa do 5º Encontro do Consórcio de Integração Sul e Sudeste (Cosud), no Costão do Santinho, em Florianópolis, neste sábado (19). (Foto: Roberto Zacarias/Mafalda Press/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Herói do bicampeonato do Flamengo na Libertadores ao marcar dois gols em três minutos neste sábado (23), durante a final contra o River Plate, o atacante Gabriel Barbosa, o Gabigol, foi aclamado por milhões de torcedores rubro-negros.

Também pelo governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, que estava no gramado do estádio Monumental, em Lima, durante a festa flamenguista, e foi na direção do atacante para cumprimentá-lo.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Após apertar a mão do jogador, Witzel se ajoelhou diante dele. Nesse momento, Gabigol olhou para baixo e caminhou em outra direção.

A imagem foi captada pelo repórter cinematográfico da Globo Edu Bernardes. Até a publicação deste texto, o atleta não havia falado sobre o episódio.

Neste domingo (24), o político, que viajou com o elenco campeão de volta ao Brasil e participou da celebração no carro de som que desfila pelas ruas do Rio de Janeiro, postou uma foto ao lado de Gabigol.

Na decisão, o governador representou o estado que sediará a final da Libertadores 2020. A partida decisiva do ano que vem está marcada para o Maracanã, novamente em novembro.

Em suas redes sociais, Witzel, que já se declarou torcedor do Corinthians, além de admirador de Sócrates e do movimento Democracia Corinthiana, publicou um vídeo em que comemora euforicamente o segundo gol do Flamengo.

Vestido com uma camiseta rubro-negra com seu nome e o número 20, referente ao seu partido, o PSC, ele estava em um dos camarotes do estádio Monumental.

Leia também