Wilson Reis analisa derrota por finalização: "Dói mais do que um nocaute"

Wilson Reis não viu a cor da bola diante do campeão Demetrious Johnson na luta principal do UFC Kansas, evento realizado no último sábado (15). Depois de alguns minutos de estudo e movimentação, o brasileiro foi consistentemente dominado pelo adversário e acabou finalizado no terceiro round. Cenário impensável até então visto a experiência do especialista em jiu-jitsu.

Ciente disso, o peso-mosca brasileiro analisou sua derrota, a primeira por finalização, com cautela durante a coletiva de imprensa realizada após o evento. E reconhecendo a superioridade do oponente, campeão da categoria e número um peso-por-peso no ranking oficial do evento, Wilson admitiu que dar os três tapinhas foi surpreendentemente desconfortável.

“Ele fez tudo muito bem. Não consegui reverter [a situação], mas não foi porque eu estava frustrado, mas porque ele fez um grande trabalho me evitando. […] Vim do jiu-jitsu brasileiro,então isso dói mais para mim do que um nocaute. Mas é mérito dele, fiz um erro e ele capitalizou”, afirmou diante dos jornalistas na cidade de Kansas City.

Escalado para desafiar o posto mais dominante do UFC na atualidade, Wilson sabia que teria uma das tarefas mais difíceis. Ágil, bom wrestler, preciso na trocação e com preparo físico invejável, ‘DJ’, no entanto, surpreendeu o oponente em apenas um aspecto.

“Nada me surpreendeu muito. Uma coisa que eu diria é que ele é forte, mais do que eu imaginava. Suas pernas são rápidas e fortes. Ele não me machucou muito com chutes, mas estava impressionado com a velocidade dos chutes e com a força”, narrou, antes de enaltecer o momento vivido pelo rival, que igualou o recorde de Anderson Silva com dez defesas seguidas de cinturão.

“Tudo o que eu esperava, eu vi essa noite. Ele é muito competitivo e bom em tudo. Eu estava confiante na luta, estava pouco a pouco fazendo meu jogo. Mas ele fez um grande trabalho mantendo a distância, mantendo sua cabeça longe de mim e não encurtando a distância. Ele fez um grande trabalho, foi uma grande oportunidade para mim”.