Willian relembra ameaças sofridas nos tempos de Corinthians: 'Sem vontade de jogar'

Willian em ação contra o Flamengo no Maracanã (Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians)


Em relato concedido para as mídias da FIFA, o meia-atacante Willian, atualmente no Fulham e ex-Corinthians, desabafou sobre as ameaças que recebeu nas redes sociais durante sua última passagem pelo Timão. Segundo o atleta, ele não tinha mais vontade de jogar.


GALERIA
> Dono coloca Liverpool à venda: veja quais são os donos dos times da Premier League

- É difícil porque as vezes você nem quer jogar mais. Eu fico pensando: se eu tiver um jogo ruim, eles (torcedores) vão vir atrás de mim e da minha família de novo - revelou.

Ainda durante o depoimento, o ex-camisa 10 do Alvinegro destacou que os jogadores de futebol estão sujeitos a erros e que esse tipo de intimidação, através das mídias sociais, prejudica o rendimento dos profissionais.

- Estamos lá para fazer o nosso melhor e, às vezes, não temos um bom dia. Isso é normal e afeta o nosso desempenho em campo. Às vezes temos medo de fazer algo em campo, pois se você cometer um erro, depois do jogo eles (torcedores) podem vir atrás de você e de sua família - finalizou o meia.

Anunciado pelo Corinthians em agosto do ano passado, o jogador chegou ao clube com status de ídolo, vindo do Arsenal, da Inglaterra. Entretanto, os momentos de baixa na temporada 2022 fizeram com que ele fosse um dos principais alvos da insatisfação da torcida. Willian registrou Boletim de Ocorrência por ameaças sofridas mais de uma vez durante o ano.

Dois dias após a eliminação corintiana para o Flamengo, na Libertadores, Willian rescindiu seu contrato com o Corinthians, que iria até dezembro de 2023. Na segunda passagem pelo Timão, o meia disputou 45 jogos e fez apenas um gol.