Willian, Pedro e Giroud: importantes no Chelsea, mas também "dispensáveis"

Goal.com

Muito tem sido feito do impacto dos jovens jogadores em Stamford Bridge nesta temporada, mas a velha guarda tem sido igualmente importante para o recente ressurgimento do Chelsea.

Os trintões, Pedro, Olivier Giroud e Willian, tiveram um papel fundamental nas vitórias sobre o Liverpool e o Everton, na FA Cup e na Premier League, respectivamente. Entretanto, não há garantia de que os atacantes ficam no Chelsea para a próxima temporada, já que seus contratos estão para terminar.

Não há dúvidas da entrega que os três tiveram no clube, como as suas recentes atuações têm mostrado. Willian marcou tanto na vitória por 2 a 0 sobre o Liverpool quanto na goleada de 4x0 sobre o Everton, quando Pedro e Giroud também balançaram as redes

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Ainda assim, os representantes do trio têm trabalhado em segundo plano, falando não apenas com o Chelsea, mas também com outras partes interessadas em contratar seus clientes em uma transferência gratuita.

Criou-se um cenário um pouco estranho no qual Frank Lampard está confiando em jogadores que podem ir embora em breve, e que já poderiam ter saído em janeiro.

É claro, não é como se ele tivesse outra escolha. Lampard teve que recorrer à Giroud e cia. depois de lesões dos atacantes Tammy Abraham, Christian Pulisic e Callum Hudson-Odoi.

A questão agora é o que acontece a seguir.

Willian tem sido muito aberto sobre a sua situação. Ele está estabelecido e quer ficar por lá. Mas nas condições dele.

"Nós gostamos muito de Londres, eu já disse isso muitas vezes", disse Willian à ESPN Brasil. "É uma cidade onde minha família e eu adoramos viver... mas a situação do contrato não é realmente fácil. Chelsea me ofereceu dois anos, eu pedi três anos e tudo parou por lá", disse o brasileiro

O impasse com Willian dificilmente será resolvido em breve, mas, segundo fontes próximas ao jogador, o brasileiro ainda não assinou um acordo pré-contrato com qualquer outro clube.

No entanto, isso não significa que ele necessariamente permanecerá no Chelsea. Dado o amor da família de Willian por Londres, existe obviamente o risco dos Blues o perderem para um dos rivais da cidade, como o Arsenal ou o Tottenham.

Tottenham também é um destino possível para Olivier Giroud e, na verdade, é uma surpresa que o francês ainda esteja no Chelsea, dado seu pouco tempo de jogo durante a primeira metade da temporada.

"Até eu me vi em outro lugar, para ser sincero. Passei por seis meses complicados", disse Giroud ao Telefoot antes da vitória sobre o Everton".

Pedro, provavemente não irá a lugar nenhum agora. Mesmo antes das notícias de Hudson-Odoi, o espanhol havia se tornado indispensável para o clube.

New York City FC e Inter de Miami, tinham interesse pelo jogador, e falava-se de uma mudança para os Estados Unidos enquanto a janela de transferências americanas ainda estava aberta. No Japão, também haviam interessados por ele. 

No entanto, o Chelsea deve rejeitar qualquer oferta feita pelo atacante, que foi elogiado pelo técnico após a vitória contra o Liverpool.

Tal como Giroud e Willian, Pedro é considerado um profissional de classe. Todos eles poderiam ser substituídos por modelos mais jovens, com Timo Werner e Jadon Sancho, que estão na lista de desejos do Chelsea, mas mesmo que eles partam, todos os que estão ligados ao clube devem agradecê-los por terem chegado quando mais precisavam.

Leia também