Willian Arão reencontra a boa fase e se torna arma importante do Flamengo

Goal.com

O ano de 2016 foi especial para o Willian Arão, o jogador foi o mais regular do Flamengo na temporada e se firmou como uma das lideranças técnicas do Rubro-Negro. As boas atuações chamaram à atenção de Tite que volta e meia falava sobre o volante em suas coletivas.

No Jogo da Amizade, em janeiro desse ano, Tite, que só podia convocar atletas que atuavam no futebol brasileiro, chamou Willian Arão. Uma convocação justa e merecida por tudo o que o atleta vinha fazendo.

Apesar de ter começado o ano com pé direito, Arão caiu muito de produção no decorrer da temporada e chegou até a amargar o banco de reservas. Peça fundamental, o meio-campo Rubro-Negro sentiu tanto a má fase do jogador quanto a ausência dele.

Quando voltou ao time titular, Arão deu indícios de que era indispensável mas precisa passar por aquilo para reencontrar o bom futebol. Não demorou para que depois desse episódio ele, enfim, voltasse a jogar bem.

Everton Ribeiro ArãoFlamengo vs Chapecoense 20092017
Everton Ribeiro ArãoFlamengo vs Chapecoense 20092017

(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação)

Além das boas atuações, o jogador voltou a marcar gols, como o de ontem, nas oitavas de final da Copa Sul-Americana, contra a Chapecoense, na Ilha do Urubu. 

A importância do bom futebol de Arão no meio-campo é grande, ele auxiliando Diego na armação das jogadas, fecha a marcação no meio-campo e ainda pode aparecer como elemento surpresa dentro da área adversária para finalizar bem, como sabe finalizar.

Willian Arão Thiago Neves Flamengo Cruzeiro Copa do Brasil 07 09 2017
Willian Arão Thiago Neves Flamengo Cruzeiro Copa do Brasil 07 09 2017

(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação)

Contra o Cruzeiro, no primeiro jogo da final da Copa do Brasil, ele foi o melhor em campo e deu demonstrações de como é peça importante também no ataque, apareceu pelo menos duas vezes em boas condições mas errou a pontaria.

Diante da Chape, ele marcou de cabeça, numa verdadeira inversões de pápeis. Arão recebeu assistência de Guerrero e como um perfeito camisa 9 deslocou o goleiro para deixar a sua marca.

Na próxima quarta-feira(27), no Mineirão, Reinaldo Rueda vai precisar e muito dessa versão de Willian Arão, principalmente para quebrar o esquema que Mano Menezes deve utilizar jogando em casa. 

VEJA TAMBÉM:

Leia também