Wesley aproveita mudança de esquema e leva Palmeiras à vitória

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
SÃO PAULO, SP, 06.06.2021 – PALMEIRAS-CHAPECOENSE: Wesley, do Palmeiras, comemora seu gol - Partida entre Palmeiras e Chapecoense, válida pela 2ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A 2021, realizada na Arena Allianz Parque, zona oeste da capital paulista, na tarde deste domingo (6). (Foto: Marcello Zambrana/Agif/Folhapress)
SÃO PAULO, SP, 06.06.2021 – PALMEIRAS-CHAPECOENSE: Wesley, do Palmeiras, comemora seu gol - Partida entre Palmeiras e Chapecoense, válida pela 2ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A 2021, realizada na Arena Allianz Parque, zona oeste da capital paulista, na tarde deste domingo (6). (Foto: Marcello Zambrana/Agif/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Palmeiras entrou em campo neste domingo (6), pelo Campeonato Brasileiro, com uma formação diferente da que estreou no torneio, há uma semana, e venceu a Chapecoense, por 3 a 1, no Allianz Parque.

As principais mudanças do treinador português Abel Ferreira foram percebidas na construção das jogadas e em uma equipe mais ofensiva.

A linha de três zagueiros da derrota para o Flamengo por 1 a 0 deu lugar a uma linha de quatro defensores. Dali para frente, dois trios.

Felipe Melo foi para o banco de reservas, e o meio de campo teve mais agilidade para fazer a bola chegar ao ataque, com Patrick de Paula, Raphael Veiga e Gustavo Scarpa.

Na frente, Wesley começou jogando ao lado de Luiz Adriano e Rony, e acabou a partida como destaque.

Se a ofensividade da equipe logo rendeu frutos, duas falhas da defesa da Chapecoense contribuíram também. Nos dois primeiros gols, a bola rebateu em jogadores do time catarinense antes de sobrar, primeiro para Wesley, depois para Luiz Adriano marcar.

Wesley, aliás, fez o terceiro, em um rápido contra-ataque, característica do time desde que Abel Ferreira assumiu o comando. O atacante, na saída do intervalo, ainda brincou que a rápida arrancada e o belo drible no zagueiro adversário foram inspirados em Lionel Messi.

O jovem de 22 anos retornou ao Palmeiras no ano passado e vem ganhando espaço desde então. Ele fora emprestado antes para ganhar experiência.

Em toda temporada de 2020, ele disputou 25 jogos. Era titular e destaque com o ex-treinador Vanderlei Luxemburgo, mas uma séria lesão no joelho interrompeu sua ascensão. Em 2021, fez seu 20º jogo e marcou seu terceiro gol.

A partida também marcou a estreia de Jair Ventura pela Chapecoense. Sua equipe até teve algumas boas chances no ataque, mas teve dificuldade para converter em gols. Conseguiu no início da segunda etapa, em falta na meia-lua cobrada pelo lateral Busanello.

As mudanças feitas por Abel Ferreira também se devem aos desfalques na sua equipe, que somam 11, dentre lesionados, preservados ou aqueles servindo duas seleções nacionais.

Durante o jogo, Patrick de Paula sentiu dores na costela e precisou ser substituído.

O próximo duelo do Palmeiras será pela Copa do Brasil, contra o CRB, na quarta-feira (9). A partida será realizada em São Paulo, e o time alviverde entra em campo com vantagem de 1 a 0 conquistada no jogo de ida, podendo empatar para seguir em frente.

No Campeonato Brasileiro, o próximo duelo é o clássico contra o Corinthians, às 19h do próximo sábado (12).

PALMEIRAS

Jailson; Mayke, Luan, Renan e Victor Luís; Patrick de Paula (Zé Rafael), Raphael Veiga e Gustavo Scarpa (Felipe Melo); Wesley (Lucas Esteves), Rony e Luiz Adriano (Willian). T.: Abel Ferreira

CHAPECOENSE

Tiepo; Matheus Ribeiro, Derlan, Laércio e Busanello; Moisés Ribeiro e Lima; Fabinho (Bruno Silva), Mike (Fernandinho) e Ronei (Ravanelli); Anselmo Ramon (Geuvânio). T.: Jair Ventura.

Estádio: Allianz Parque, em São Paulo (SP)

Árbitro: Leo Simão Holanda (CE)

Assistentes: Nailton Junior de Souza Oliveira e Cleberson do Nascimento Leite (CE)

VAR: Caio Max Augusto Vieira (RN)

Cartões amarelos: Wesley e Raphael Veiga (PAL)

Gols: Wesley (PAL), aos 7' e aos 41', e Luiz Adriano (PAL), aos 15'/1ºT; Busanello (CHA), aos 8'/2ºT

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos