Wenger promete atacar o Manchester City

Novo Fàbregas? Atacante dos Gunners dá mostras de que não vai continuar na equipe londrina

Arsenal e Manchester City fazem o clássico da rodada da Premier League neste domingo (2), com Àrsene Wenger insistindo que a sua equipe irá partir para o ataque em meio a uma corrida, em que ele próprio admite que é motivo de preocupação.

Os Gunners perderam seis dos seus últimos nove jogos em todas as competições, com ainda uma humilhante eliminação para o Bayern de Munique na Champions League.

"Temos 11 jogos para disputar na Premier League e agora você não pode mudar completamente uma estrutura da equipe. Tenho de voltar à força da equipe o máximo que posso, basicamente, o nosso potencial de ataque e também temos de nos concentrar na nossa unidade e no nosso desejo de preparar o nosso futuro", afirmou.

"Não importa como você joga, você tem que ser eficiente com a maneira que você joga. É a primeira vez que isso nos acontece e a equipe não está acostumada a lidar com isso, acredito que nosso desejo é baixo, nossa força mental e quando você é homem, você quer cuidar de seu futuro.", completou.

Questionado sobre o aparente mal-estar de seus jogadores, ele disse: "Estou preocupado porque nós tivemos resultados ruins e não estamos onde queremos estar, mas especialmente com o último jogo porque não produzimos o desempenho que você precisa produzir se você quer jogar no topo da Premier League", concluiu.

VEJA TAMBÉM:
Seleção teme as 'maldições'? | As curiosidades da 'Era Tite' | Craques que não jogariam a Copa

O Arsenal ocupa a sexta posição da Premier League com 50 pontos. 19 pontos a menos que o líder Chelsea.