Wenger não sabe se fica no Arsenal, mas afirma: 'Vou seguir a carreira'

Técnico francês renovou por mais uma temporada (Foto: Ben Stansall / AFP)

Pressionado no cargo, Arsène Wenger deu uma declaração, nesta sexta-feira, a respeito de seu futuro como treinador. Ainda sem saber se renovará com o Arsenal, onde está desde 1996, ele assegurou que não vai findar a carreira.

- Aconteça o que acontecer, vou seguir como treinador na próxima temporada. Pode ser aqui ou em outro clube qualquer - disse, prosseguindo sobre os recentes protestos da torcida dos Gunners pedindo a sua queda:

- Estou habituado a isso, estou aqui há 20 anos. Penso que é importante fazer o acho ser o correto, o resto são considerações. Sou uma figura pública e tenho que saber lidar com isso. Neste momento, há outras prioridades além do meu futuro. O Arsenal é o que mais importa - afirmou o comandante de 67 anos.

Com vínculo só até o fim desta temporada, Wenger viu a sua situação ficar ainda mais delicada ao ser goleado por 5 a 1 pelo Bayern de Munique, na última terça-feira, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões.

Agora, o time de Arsène Wenger volta as suas atenções para o futebol local. Na próxima segunda, o Arsenal visita o Sutton, pela Copa da Inglaterra.








E MAIS: