Wenger diz que Alexis Sánchez quer ficar no Arsenal

(Reuters) - Alexis Sánchez quer continuar no Arsenal, apesar dos boatos de que está decepcionado pelo fato de clube não estar disputando o título do Campeonato Inglês, disse o técnico Arsene Wenger nesta sexta-feira.

Reportagens da mídia britânica dizem que as conversas sobre uma renovação com Sánchez foram adiadas, mas Wenger insistiu que o chileno, que ainda tem um ano e meio de contrato, estará atuando na próxima temporada.

"Basicamente, ele (Sánchez) quer ficar no clube, e tudo depende de se chegar a um acordo com seu agente", disse Wenger a repórteres. "Os jogadores primeiro têm que ver se estão felizes no clube, depois têm que chegar a um acordo".

O Arsenal, quinto na tabela, corre o risco de não conseguir se classificar para a próxima Liga dos Campeões, e especulações vêm ligando Sánchez, de 28 anos, a vários outros times, entre eles Chelsea, Manchester United e Paris St Germain.

O próprio Wenger não tem contrato para além da campanha atual, mas mais uma vez se recusou a esclarecer seu futuro, concentrando-se no jogo de segunda-feira contra o Crystal Palace.

Mesmo assim o francês defendeu o meio-campista Mesut Ozil --outro jogador cujo futuro é incerto--, dizendo que a eliminação da Liga dos Campeões pelas mãos do Bayern de Munique o abalou muito.

"(Ozil) é muito ambicioso. Ele quer vencer a Liga dos Campeões. Saímos de uma forma tão enfática, foi difícil para todos aceitar", disse o treinador.

O Arsenal está quatro pontos atrás do quarto colocado Manchester City, tendo disputado um jogo a menos, e seis atrás do terceiro colocado Liverpool, que jogou duas partidas a mais.

"Estamos em uma posição que não é confortável. Não é onde queremos estar. Sabemos o que temos que fazer", disse Wenger.

(Por Simon Jennings, em Bangalore)