Wenger defende decisão de deixar Sánchez no banco na derrota para o Liverpool

Arsène Wenger optou por não iniciar o clássico contra o Liverpool deste sábado (4) com Alexis Sánchez entre os titulares e disse que está com a consciência limpa com a sua decisão, mesmo com a derrota dos Gunners por 3 a 1, pela Premier League.

De acordo com o treinador, o fato do chinelo ter ficado no banco no início do jogo não influenciou na derrota do Arsenal, mesmo a equipe tendo apresentado uma melhora clara com a entrada de Sánchez na segunda etapa.

"Sim (Sánchez) teve um impacto na segunda parte", disse Wenger ao BT Sport quando questionado sobre o desempenho do time após a entrada de Sánchez. "Mas eu senti que os atacantes sofreram no primeiro tempo, porque não dominamos no meio-campo. As coisas ficaram mais fáceis na segunda parte. Welbeck e Giroud foram melhores no segundo tempo".

Arsenal vs Liverpool

 Getty Images

Wenger admite que a exibição do Arsenal principalmente no primeiro tempo esteve longe do nível exigido e mostrou preocupação com o desempenho da sua equipe contra outros grandes clubes.

"Tivemos problemas para entrar no ritmo no primeiro tempo. Nós sofremos gols fáceis, bolas diretas do goleiro. Você não espera isso em um grande jogo como este. Nós voltamos melhor no segundo tempo e reagimos bem, tivemos oportunidades de voltar ao jogo, mas não conseguimos jogar no nosso nível no primeiro tempo".