Wenger colocou Sánchez no banco como castigo por briga, diz jornal

Atacante do Arsenal é visto como prioridade para Antonio Conte, técnico dos Blues

O técnico Arsene Wenger teve uma proposta ousada para o confronto contra o Liverpool, perdido pelo Arsenal por 3 a 1. O francês escalou Olivier Giroud na equipe titular no lugar de Alexis Sánchez, principal jogador do time, que ficou no banco de reservas.

Wenger afirmou antes da partida que isso foi uma escolha técnica, já que queria explorar as jogadas pelo alto com Giroud e Welbeck. No entanto, o jornal "The Independent" afirma que foi um castigo ao chileno por uma briga com um companheiro durante o treinamento. Ainda de acordo com a publicação, a briga teve início no campo e seguiu para os vestiários.

- A decisão também ocorreu pelo fato do técnico do Arsenal estar cada vez mais desapontado com a maneira petulanete com que Sánchez vem agindo, e também com a maneira como ele 'explode' quando as coisas não vão da maneira que ele planeja - diz o "Independent".

Durante a entrevista coletiva após a partida contra os Reds, Wenger explicou sua decisão.

- Todos podem chegar a mesma conclusão, mas eu sou forte e lúcido o suficiente para analisar o impacto. Não nego que Alexis é um grande jogador. Não foi uma decisão fácil. Não acho que preciso dar nenhuma explicação individual - disse.







E MAIS: