Wenger é convidado para dirigir PSG caso deixe o Arsenal, diz jornal

O técnico do Arsenal, Arsene Wenger, já tem oferta de trabalho caso resolva deixar o clube de Londres ao final da temporada. O destino do francês pode ser voltar ao seu país natal.

De acordo com o jornal The Sun, o Paris Saint-Germain já fez contato com o treinador para garantir que, se ele decidir deixar a Inglaterra, o clube da capital da França está interessado em tê-lo como comandante na próxima temporada.

A situação de Wenger no Arsenal não é das melhores. A falta de títulos de peso, somado ao desgaste natural em um trabalho que já dura mais de 20 anos, indicam uma possível saída ao fim do Campeonato Inglês. Arsene já anunciou que tem a decisão definida, mas não informou qual é.

No PSG, o espanhol Unai Emery também não é unanimidade. A eliminação para o Barcelona na Liga dos Campeões, levando 6 a 1 após marcar 4 a 0 na ida, e a chance de perder o título francês, mesmo com investimento muito maior do que o dos principais rivais, complicam sua continuidade no clube.

A oferta para Wenger na França seria de um contrato válido por três temporadas, dando um bom tempo para ele trabalhar. O principal objetivo dos parisienses é conquistar a Liga dos Campeões. Vale lembrar que Arsene não conquistou a Europa pelos ingleses.

O treinador já garantiu que não pretende se aposentar, mesmo que deixe o Arsenal no meio do ano. Com a perspectiva de assumir uma equipe com poder de investimento e boas chances de título, ele tem boas chances de aceitar o desafio, segundo a publicação.