Wellington Turman aposta em treinos com o campeão Glover Teixeira para confronto contra Rodolfo Vieira no UFC

·3 min de leitura
Wellington Turman está treinando com o campeão do UFC Glover Teixeira (Foto: arquivo pessoal)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


O peso-médio Wellington Turman trocou Curitiba pelos Estados Unidos há pouco mais de cinco meses para treinar com o campeão dos meio-pesados do UFC Glover Teixeira e com o maior striker brasileiro da atualidade Alex Poatan, que recentemente fez a sua estreia na maior organização de MMA do mundo. Em sua primeira luta após a mudança, Turman superou Sam Alvey por decisão dividida dos juízes. Agora, o atleta de 25 anos terá mais um grande teste pela frente. No dia 22 de janeiro, ele vai encarar o multicampeão mundial de Jiu-Jitsu Rodolfo Vieira pelo UFC 270, que acontece em Anaheim, na Califórnia. Em entrevista ao podcast MMA Hoje, Truman falou sobre o combate com o compatriota.

“O Rodolfo vem treinando bastante a trocação. Ele mostrou muita evolução na última luta. Sei que ele é um cara muito forte em início de round, mas ele vai cansando, porque ele é um cara muito pesado. Ele perde muito peso para a luta. Eu defendo queda muito bem, acredito que ele não vá me derrubar tão fácil. Ele pode até conseguir, mas eu vou levantar. Eu vou trocar, mas vou fazer grappling também. Eu quero derrubá-lo, jogar por cima… Eu sei que ele é perigoso, mas valendo soco, muda tudo”, avaliou Turman, que se mostrou confiante para encarar o jogo de grappling de Rodolfo.

“Ele é uma encrenca, um cara muito duro, mas eu estou confiante. Estou treinando muito bem e não vai ser fácil pra ele me derrubar. Eu tenho uma defesa de quedas muito boa e derrubo muito bem. Acredito que eu consiga cair por cima, amassar ele e cansá-lo. E na trocação eu acho que tenho mais experiência que ele, tenho mais lutas que ele. Vai ser uma luta muito boa. A galera pode esperar um lutão!”, disse o curitibano.

Turman possui um cartel com 22 lutas de MMA, sendo 17 vitórias e apenas cinco derrotas. Já Rodolfo Vieira tem nove lutas em seu currículo, com oito vitórias e apenas um revés. Turman fez sua estreia no UFC em 2019 e ainda não conseguiu emplacar uma sequência de vitórias na organização. Em cinco combates, ele venceu apenas duas vezes. Mas ele está confiante que as coisas vão mudar agora que está com Glover e Poatan.

“Cheguei nos Estados Unidos no dia do meu aniversário. Vim aqui para fazer valer a pena. E estou em uma equipe maravilhosa. O Glovão abriu as portas pra mim, eu me senti em casa. Cheguei na época que ele ia disputar o cinturão e o Poatan ia fazer a sua estreia no UFC. Os primeiros dias foram meio assustador, porque era o Glover e o Poatan, mas depois você se acostuma. Mas é muito bom estar treinando com eles”, comemorou Turman.

A entrevista completa, onde Wellington Turman analisa o combate contra Rodolfo Vieira, fala sobre a sua mudança para os EUA e os treinos com Glover Teixeira e Alex Poatan entre outros assuntos, já está no ar. O programa, que é comandado por Raphael Auad, está disponível no YouTube do canal MMA Hoje (https://www.youtube.com/c/MMAHoje), no Spotify (https://open.spotify.com/show/6a9AVLu1KnO4gqPHiHco2w) e nas principais plataformas de Podcast.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos