Wanderlei Silva responde Vitor Belfort sobre possível revanche: 'Desafio aceito'


Depois de 22 anos do primeiro confronto entre Vitor Belfort e Wanderlei Silva, os dois lutadores brasileiros continuam se provocando sobre uma possível revanche. Nesta terça-feira, o "Cachorro Louco" respondeu o desafio de Belfort e aceitou a ideia de uma segunda luta entre ambos.

- Desafio aceito. Já resolvi tudo aqui em Curitiba, agora posso voltar a correr atrás de você, corrido. Luto no seu evento, nas suas regras, escolha a data e o dia logo. Se me ver por aí, faça como fez aquele dia em Las Vegas, quando te dei uma intimada no corredor do Hard Rock Hotel e você amarelou. O Thiago Silva (ex-lutador do UFC) estava comigo e viu tudo, e você como sempre começou a falar fino, com cara de medo, seu bunda mole. Ou quer fazer à moda antiga, só eu e você a portas fechadas? Tem coragem, frouxo? - afirmou.

Wand ainda prosseguiu na provocação durante o post, afirmando que, se encontrar com o rival, 'irá meter a mão na cara' de Belfort.

- Envie o local e não me venha com esse papo de profissionalismo, que antes de ser lutador sou homem, coisa que você não é. E como dizia meu pai, "com homem não se brinca". Você tá ligado que se te encontrar posso meter a mão na tua cara pelo monte de besteira que você está falando, "guerreiro do teclado"!. Já já a gente se cruza, fica tranquilo. Desculpe os mais "sensíveis", mas sou assim mesmo, "aqui só os extremos". - concluiu.

O primeiro confronto entre os dois aconteceu no dia 16 de outubro de 1998, quando Belfort nocauteou Wanderlei em apenas 44 segundos de luta, muito antes do auge dos dois lutadores no MMA.

Hoje, 22 anos depois, a situação dos lutadores está muito longe de ser a mesma. Vitor Belfort está sob contrato com o evento asiático ONE Championship, depois de se aposentar e deixar o UFC. O "Fenômeno" somou cinco derrotas em suas últimas sete lutas, todas elas sendo nocauteado. Entretanto, o revés para Kelvin Gastelum acabou sendo mudado para luta sem resultado, após o americano ser pego no doping.

A situação de Wanderlei Silva também não é das melhores. Com os mesmos 43 anos de idade, o "Axe Murderer" lutou apenas seis vezes nos últimos nove anos, sendo nocauteado em duas oportunidades. Sem contrato, Wand acabou deixando o Bellator em 2018 após admitir publicamente que sentia sinais da Síndrome do Pugilista, em decorrência de tantos danos na cabeça que sofreu ao longo de sua extensa e violenta carreira.










Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também