Walter Feldman é demitido do cargo de secretário-geral da CBF por Coronel Nunes, presidente interino

·1 minuto de leitura


A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) passará por uma reestruturação interna nas próximas semanas. O presidente interino, Coronel Nunes, demitiu na tarde desta quinta-feira o secretário-geral da entidade, Walter Feldman. O dirigente era o segundo na hierarquia da entidade e ocupava o cargo desde 2015, quando foi nomeado por Marco Polo del Nero, ex-presidente da CBF e banido do futebol por corrupção. A notícia foi divulgada pelo portal "ge".

Até o momento da publicação, a CBF não deu detalhes da decisão de demitir o dirigente. De acordo com a reportagem, a decisão foi tomada pelos vice-presidentes da entidade, em comum acordo. Marco Polo Del Nero foi consultado e não se opôs.

Ainda de acordo com a notícia, a demissão de Feldman não deve ser a única na cúpula da entidade - outros diretores podem seguir o mesmo caminho nos próximos dias. O diretor de mídia, Eduardo Zebini, assumirá o cargo de Feldman provisoriamente.

+ Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

Antes de ser afastado pelo Comitê de Ética do Futebol acusado de assédio sexual e moral por uma funcionária, Rogério Caboclo tentou demitir Feldman alegando falta de confiança.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos