Alejandro Domínguez será candidato único nas eleições da Conmebol

EFE

Assunção, 13 mar (EFE).- O Conselho da Conmebol aprovou, na segunda-feira, a convocação de eleições para presidência da entidade para o dia 11 de maio, ao mesmo tempo que solicitou que seu atual presidente, o paraguaio Alejandro Domínguez, que se apresente para buscar a reeleição.

A petição a Domínguez, acordada na reunião realizada em Lima, tem como meta que a entidade consolide "as reformas que sua administração vem liderando com o objetivo de institucionalizar, profissionalizar e tornar transparente o futebol sul-americano".

"Com esta decisão os membros do Conselho da Conmebol buscam dar continuidade e aprofundar o desenvolvimento do futebol sul-americano nos planos esportivos e seus suportes operacionais, jurídicos, financeiros e comerciais", diz o comunicado.

Nesse sentido, a Conmebol acrescentou que enfrenta grandes desafios que incluem "a licitação dos direitos comerciais de seus principais torneios de clubes para o ciclo 2019-2022 (Copa Libertadores, Copa Sul-americana e Recopa)", assim como a Copa América 2019, que será disputada no Brasil.

Além do cargo de presidente, nas eleições serão eleitos o primeiro e segundo vice-presidente, e o representante da Conmebol na Fifa.

O anúncio foi feito em Lima (Peru) e contou com a presença do presidente da Fifa, Gianni Infantino. EFE


Leia também