Wakanda, país de mentira do Pantera Negra, é retirado de lista oficial de parceiros dos EUA

Reprodução
Reprodução

O Departamento de Agricultura dos EUA (USDA) eliminou nesta quinta-feira o país fictício de Wakanda de uma lista de nações com as quais o órgão mantém acordos de livre comércio.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Um porta-voz disse ao jornal americano Washington Post que a inclusão de Wakanda, uma nação mítica da África no universo dos super-heróis da Marvel, foi um erro cometido como parte de um teste que os funcionários estavam conduzindo. O USDA não deu nenhuma explicação imediata sobre o caso.

Leia também

Francis Tseng, um engenheiro de software de Nova York que procurava dados sobre tarifas agrícolas dos EUA, foi um dos primeiros a observar a inclusão de Wakanda na lista de países tarifados e comentou em seu Twitter.

— No começo, fiquei muito confuso e pensei que lembrava muito o país do filme (Pantera Negra) — disse Tseng à Reuters.

Antes de ser eliminado, Tseng conseguiu fazer o download de uma planilha do Excel listando os códigos tarifários da "Lista Harmonizada" para várias categorias de produtos comercializados entre Wakanda e os Estados Unidos, incluindo animais vivos, laticínios, tabaco e álcool.

Depois que a lista foi corrigida pelo Departamento de Agricultura, Tseng tuitou: "Bem, o USDA removeu Wakanda da lista. Acho que também estamos em guerra comercial com eles".

O Reino de Wakanda é o lar do Pantera Negra, o super-herói da Marvel. O país é retratado nos quadrinhos e no filme, sucesso de bilheteria em 2018, como uma nação africana isolada com a tecnologia mais poderosa do planeta.

Ainda segundo o site do departamento, não havia entrada nos EUA para o vibranium, o metal fictício do espaço que é a fonte do poder de Wakanda.

Do EXTRA

Leia também