Voluntarioso, Gabriel Teixeira rende bem e já indica um bom caminho para o setor ofensivo no Fluminense

LANCE!
·1 minuto de leitura


O caminho para o Fluminense se encontrar durante a vitória por 1 a 0 sobre o Bangu, em São Januário, passou pelos pés de Gabriel Teixeira. Escalado como titular neste sábado (devido à lesão de Fernando Pacheco), o jogador de 19 anos não se omitiu em campo e deixou um leque de opções interessante para o técnico Roger Machado.

Mesmo quando o Tricolor das Laranjeiras fez um primeiro tempo abaixo da média e chegou a afunilar as suas jogadas ofensivas, coube ao camisa 39 se tornar um oásis de criação. Com velocidade e ousadia, Gabriel encontrou brechas pelos lados e proporcionou boas investidas para o setor ofensivo.

Além disto, o jovem se mostrou atento à marcação adversária. O jovem aproveitou um cochilo de Digão, mas finalizou rente à trave, e exigiu Paulo Henrique em cobrança de falta. No segundo tempo, lutou para manter o embalo dos tricolores após o gol marcado e só não ampliou porque o goleiro banguense saiu aos seus pés.

Embora ainda esbarre na ansiedade e peque nas conclusões, Gabriel Teixeira também é visto por Roger Machado como um jogador capaz de se encaixar taticamente no que ele projeta para o Tricolor das Laranjeiras.

- Você tendo o Gabriel Teixeira que é um jogador insinuante, pelo lado do campo, faz com que o lateral se descole da linha e por isso surgem espaços para que o médio interior possa fazer diagonais de dentro para fora - declarou.

Em um período no qual o técnico Roger Machado vem observando bem o elenco do Fluminense, cabe a Gabriel Teixeira manter sua postura impetuosa e ser uma alternativa constante para um 2021 repleto de desafios.