Volta do Flamengo trouxe Léo Pereira consolidado e a estreia do 'time ideal' de 2020

Lazlo Dalfovo
LANCE!


Enquanto há imbróglio nos bastidores do futebol carioca, o Flamengo segue a sua rotina de treinos. E foram as atividades antes de retornar aos jogos que credenciaram Léo Pereira à consolidação na equipe titular. Contra o Bangu, pela 4ª rodada da Taça Rio, o zagueiro iniciou entre os 11 e mostrou que venceu - ao menos por ora - a concorrência direta com Gustavo Henrique.

Cabe destacar que, no último jogo antes das paralisações, contra a Portuguesa, Léo Pereira já tinha sido o escolhido para atuar ao lado de Rodrigo Caio, então recém-recuperado de uma lesão no joelho.

E não foi só o posto de Léo Pereira que vale destaque nesta volta do Flamengo. O jogo do último dia 18 marcou o primeiro do "time ideal" de 2020, com todos os atletas considerados titulares à disposição do Jesus. E ele aprovou:

- Nosso primeiro jogo, e não parecíamos que estávamos há tanto tempo sem jogar. No primeiro tempo, o Bangu não chutou no gol, e nós fizemos um gol. Na segunda parte, foi normal termos mais espaço com o cansaço do adversário. Fizemos dois gols e poderíamos ter feito mais. Nossa equipe deu uma resposta muito boa. É muito evoluída taticamente. Eu não esperava tanta qualidade já no primeiro jogo, foi perfeito - destacou o Mister, após a vitória por 3 a 0.





Ver essa foto no Instagram

@flamengo 🔴⚫️🛡🙏🏻

Uma publicação compartilhada por Léo Pereira (@officialleopereira) em 19 de Jun, 2020 às 7:34 PDT

Invicto na temporada, Jesus só conseguiu repetir a escalação do Flamengo uma vez em 2020 (veja todas as anteriores aqui), o que ocorreu entre a sexta rodada da Taça Guanabara e a semifinal da mesma competição, quando Rodrigo Caio ainda estava lesionado e a dupla de zaga foi composta por Gustavo Henrique e Léo Pereira - e os outros nove atletas que a torcida sabe de cor.

A tendência é que, com os próximos jogos confirmados, o treinador dê preferência à rodagem e ao entrosamento do time que iniciou contra o Bangu.

A equipe que jogou e quem entrou (os nomes entre parênteses):

Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Léo Pereira e Filipe Luís; Willian Arão (Thiago Maia), Gerson (Diego), Everton Ribeiro (Michael) e Arrascaeta (Vitinho); Bruno Henrique (Pedro Rocha) e Gabigol.







Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também