Volta da torcida do Santos à Vila tem aglomeração, festa na chegada de ônibus e sal grosso: 'Sai zica!'

·3 minuto de leitura


Neste domingo (10), a torcida santista voltou à Vila Belmiro após mais de um ano e meio sem poder acompanhar o time de perto. Em partida diante do Grêmio, crucial para a equipe que tenta escapar do rebaixamento no Campeonato Brasileiro, os torcedores empurraram o time desde antes do apito inicial, mas descumpriram recomendações sanitárias.


CONFIRA A TABELA ATUALIZADA E SIMULE OS JOGOS DO BRASILEIRÃO DE 2021!

Com apenas 30% de capacidade permitida pelo governo de SP (a autorização aumentará para 50% no dia 15 de outubro), os 4.644 ingressos colocados à venda foram esgotados. Com isso, a torcida compareceu em grande volume na entrada do estádio, aglomerando e fazendo festa.

O protocolo sanitário para a partida foi simples. Com os ingressos vendidos somente pela internet, e apenas para sócios, os torcedores presentes tiveram que passar por um dos postos de triagem ao redor do estádio.

Lá, deveriam apresentar o cartão de sócio (ou o ingresso), o documento de identidade original com foto, o certificado de vacinação contra a Covid-19 (impresso ou no celular) e, caso o esquema vacinal estivesse incompleto, um teste negativo de Covid-19, podendo ser de antígeno (feito até 24 horas antes do jogo) ou de PCR (feito até 48 horas antes do jogo).

O processo foi feito com tranquilidade horas antes do jogo, mas as filas ficaram maiores conforme o horário do jogo se aproximou. Pedro Antônio Gonçalves, torcedor de 18 anos, considerou tranquilos os procedimentos exigidos pelo clube.

- Tudo certo. A gente teve que vir com as duas doses tomadas ou um exame negativo e passar pela triagem. No momento está rápida (a fila), mas no horário do jogo vai apertar bastante, normal - comentou o torcedor.

Estande de triagem na Vila Belmiro
Estande de triagem na Vila Belmiro

Estande de triagem na Vila Belmiro (Foto: Pedro Alvarez)

Entretanto, a triagem servia apenas para dar ao torcedor uma pulseira para o ingresso no estádio, não precisando de nenhum protocolo para transitar nos arredores da Vila Belmiro. Assim, as ruas em torno do estádio ficaram lotadas de torcedores, com muitas aglomerações.

O ápice da aglomeração foi visto no momento em que o ônibus da equipe chegou. Com sinalizadores e bandeiras, os torcedores se espremeram para ficar os mais próximos ao veículo. Com festa, a torcida fez bastante barulho.

Torcida do Santos na chegada do ônibus
Torcida do Santos na chegada do ônibus

Torcida do Santos na chegada do ônibus (Foto: Pedro Alvarez)

Outra cena curiosa da volta da torcida santista ao estádio foi o uso de sal grosso. Além de torcedores distribuindo o sacos com o produto para ser jogado em volta do estádio, o sal foi usado para escrever a frase 'sai zica' em uma das ruas ao lado estádio, junto de cartazes com a hashtag #ReageSantos.

'Sai Zica' escrito com sal grosso (Foto: Pedro Alvarez)

Rodrigo dos Santos, de 28 anos, torcedor alvinegro, contou ao L! a sensação de retornar ao estádio do time após mais de um ano e meio longe - o último jogo com público havia sido em 7 de março do ano passado, na vitória por 3 a 1 sobre o Mirassol, pelo Paulistão.

- Ansiedade a mil. Quase dos anos sem vir aqui, já não aguentava mais. Mesmo com a fase ruim, tem que vir - contou o torcedor.

Apesar das aglomerações na porta do estádio, o ambiente foi de pouca confusão e muita festa. Com o Santos na 18ª posição, o torcedor optou por apoiar muito mais do que criticar antes da partida.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos