Volta da Espanha: Valverde chega em terceiro na etapa 7 e entra na briga

LANCE!
·1 minuto de leitura


Sétima etapa, entre Vitoria, capital do país basco, e Valdegovia (159,7km, de montanha com final em plano. A vitória foi do canadense Michael Woods (EF), com o tempo de 3h48min16s, mostrando total recuperação da microfratura que teve no fêmur no início do ano. Porém, o grande protagonista foi Alejandro Valverde. O espanhol de 40 anos da Movistar, puxou a fuga de cinco ciclistas em relação àqueles que buscam o título da classificação geral (camisa vermelha). Valverde não venceu, mas entrou no grupo que colocou 56s de vantagem sobre o pelotão e terminou em terceiro lugar quatro segundos atrás do líder e com o mesmo tempo do segundo colocado Omar Fraile (espanhol da Astana).


Com o tempo que recuperou (um minuto, pois ganhou 4s de bônus), Valverde passa para a nona colocação geral, 2m03s atrás do líder, o equatoriano Richard Carapaz (Ineos). O sul-americano chegou no bolo dos demais favoritos e soma o tempo de 28h23m51s. O britânico Hugh Carty (EF) está em segundo lugar, 18s atrás. Em seguida aparecem Daniel Martin (irlandês da equipe Israel, -20s) e Primoz Roglic, o esloveno campeão da Vuelta em 2019 (-30s).


Nesta quarta-feira rola a etapa 8, uma das cinco mais duras desta Vuelta-2020, de Logroño e com chegada no Alto de Moncavillo (164km), com chegada em categoria 1 e altimetria entre 9.8 e 14.9, o que indica triunfo de ciclista que disputa a classificação geral ou algum da fuga.