De volta à WSL, Fanning pega Slater na primeira rodada de Gold Coast

O retorno da Liga Mundial de Surfe já tem data marcada: dia 14 de março, na próxima terça-feira, quando começa a etapa de Gold Coast. Com nove representantes brasileiros, a etapa australiana terá confrontos de grandes proporções já na primeira rodada.

Um deles será o duelo entre Kelly Slater, Mick Fanning e Jeremy Flores na sétima bateria. Nas ondas de Gold Coast, o maior campeão da história do surfe mundial, Slater, com onze títulos, e o tricampeão Fanning voltando a competir após um ano sabático. O australiano se afastou das pranchas depois de ser atacado por um tubarão na etapa de J-Bay, África do Sul, em 2015.

Outro bom encontro acontece na bateria quatro. Primeiro brasileiro campeão do mundo, em 2014, Gabriel Medina irá enfrentar o paulista Wiggolly Dantas e o havaiano Ezekiel Lau. Vale lembrar que apenas um surfista avança na primeira rodada, enquanto os outros dois perdedores disputam uma repescagem na rodada seguinte.

Campeão na temporada de 2015, Adriano de Souza, o Mineirinho, encabeça a décima primeira bateria, que também tem os australianos Josh Kerr e Bebe Durbidgr. O surfista de Guarujá terminou na 11ª posição no Mundial.

Atual vencedor do circuito, o havaiano John John Florence debuta com o macacão amarelo na sexta bateria, contra Connor O’Leary, enquanto o vencedor de Gold Coast na última temporada, Matt Wilkinson (Austrália), estreia na segunda, contra Stuart Kennedy (Austrália) e Ian Gouveia (Brasil).

Confira todas as baterias da primeira rodada em Gold Coast:

Bateria 1: Michel Bourez, Conner Coffin (EUA) e Jadson Andre (Brasil)

Bateria 2: Matt Wilkinson (Austrália), Stuart Kennedy (Austrália) e Ian Gouvea (Brasil)

Bateria 3: Kolohe Andino (EUA), Kanoa Igarashi (EUA) e Jack Freestone (Austrália)

Bateria 4: Gabriel Medina (Brasil), Wiggolly Dantas (Brasil) e Ezekiel Lau (Hawai)

Bateria 5: Jordy Smith (África do Sul) e Miguel Pupo (Brasil)

Bateria 6: John John Florence (Hawai) e Connor O’Leary (Austrália)

Bateria 7: Kelly Slater (EUA), Mick Fanning (Austrália) e Jeremy Flores (França)

Bateria 8: Julian Wilson (Austrália), Caio Ibelli (Brasil) e Leonardo Fioravanti (Itália)

Bateria 9: Joel Parkinson (Austrália), Ítalo Ferreira (Brasíl) e Joan Duru (França)

Bateria 10: Filipe Toledo (Brasil), Adrian Buchan (Austrália) e Frederico Morais (Portugal)

Bateria 11: Adriano de Souza (Brasil), Josh Kerr (Austrália) e Bebe Durbidge (Austrália)

Bateria 12: Sebastian Zietz (Hawai), Owen Wright (EUA) e Ethan Ewing (Austrália)