De volta à Vila, Santos recebe o Paysandu em estreia na Copa do Brasil

Após a eliminação de Corinthians e São Paulo na última semana, diversos torcedores do Santos começaram a fazer ‘chacota’ com os rivais, afirmando que o Peixe nem havia estreado na Copa do Brasil e já tinha ido mais longe que Timão e Tricolor. De fato, os santistas tinham razão. Afinal, como está disputando a Libertadores deste ano, o alvinegro, assim como o Palmeiras, não precisou disputar as fases iniciais do torneio mata-mata e começará sua caminhada apenas nesta quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), quando encara o Paysandu, na Vila Belmiro, no confronto de ida das quartas de final.

Além de marcar a estreia no campeonato, o embate contra o Papão também será o retorno santista para casa. A equipe comandada por Dorival Júnior não joga dentro do Urbano Caldeira há quase um mês. A última partida no estádio foi no dia 29 de março, contra o Novorizontino, pela última rodada da primeira fase do Paulistão.

Ao todo, foram 27 dias sem um jogo profissional dentro da Vila. E além dos torcedores, os atletas do alvinegro também estão comemorando a volta para casa. O meia Vitor Bueno, por sua vez, espera um bom resultado na volta ao estádio e projeta voos maiores para o time durante o ano.

“Estamos com saudades de jogar na Vila, faz tempo que não atuamos diante nossa torcida em Santos. É diferente jogar aqui. Temos campeonatos difíceis para iniciar e a Vila é um diferencial nosso. Estamos com um time muito forte, que tem chegado em finais desde 2015. Queremos ser campeões de algo de maior expressão este ano para ficarmos marcados na história do clube. Tenho certeza que entraremos fortes em todas as competições que estão por vir”, explicou o camisa 7.

E para o duelo com o Papão, o técnico Dorival Júnior promoverá apenas uma alteração na equipe titular. O comandante já confirmou que Matheus Ribeiro irá começar a partida na lateral esquerda. Com isso, Jean Mota vai para o banco de reservas.

A alteração acontecerá por uma questão de entrosamento. Mesmo gostando das atuações de Mota, o comandante sabe que não poderá contar com ele para a partida diante do Independiente Santa Fe, no próximo dia 4, no Pacaembu, pela fase de grupos da Libertadores. Afinal, o meia improvisado como lateral foi expulso no empate em 0 a 0 com os colombianos, na última quarta e precisará cumprir suspensão automática.

Por conta disso, Dorival decidiu promover a entrada de Matheus Ribeiro para que ele ganhe entrosamento e ritmo de jogo. Apenas com essa modificação, o Santos entrará em campo diante do Paysandu com: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Matheus Ribeiro; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima; Vitor Bueno, Bruno Henrique e Ricardo Oliveira.

Papão embalado, mas cansado

Dado como ‘azarão’ no embate contra o Santos, o Paysandu vem mostrando ao longo da temporada que dê bobo não tem nada. Afinal, o time comandado por Marcelo Chamusca está classificado para duas decisões importantes.

Ao contrário do Peixe, que foi eliminado do Paulistão pela Ponte Preta, o Papão bateu o São Raimundo no último sábado e confirmou presença na final do Campeonato Paraense, onde encara o rival Remo. Além disso, a equipe de Belém também decidirá o título da Copa Verde em duelo com o Luverdense.

Vale lembrar que o Paysandu, assim como o Santos, também fará sua estreia na Copa do Brasil. O Papão credenciou-se a entrar na disputa somente nas oitavas por conta da conquista da Copa Verde em 2016.

E apesar de ter pela frente a forte equipe santista, Marcelo Chamusca ainda não definiu qual será o time titular. Preocupado com o desgaste físico que os atletas tiveram por conta das semifinais de Parazão e da Copa Verde, o comandante pode poupar alguns jogadores para o embate contra o Peixe.

“A equipe não está definida. Com certeza teremos mudanças. Às vezes queremos escalar o melhor, mas deve haver planejamento a cada 180 minutos. Ainda mais agora que temos o Santos (na quarta-feira) e no domingo uma decisão importante contra o Remo. Então irão haver mudanças, que devem acontecer principalmente do meio e na frente. Vamos precisar oxigenar, pois teremos que marcar muito. Então nós estamos analisando o cansaço dos jogadores. Não é questão apenas de desempenho e sim de, nesse momento, colocar o atleta em campo e ele ter alguma lesão, visto que vivemos momentos decisivos nas outras competições”, explicou Chamusca.

FICHA TÉCNICA

SANTOS X PAYSANDU

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)

Data: 26 de abril de 2017, quarta-feira

Horário: 19h30 (de Brasília)

Árbitro: Igor Junio Benevenuto (MG)

Assistentes: Celso Luiz da Silva (MG) e Felipe Alan Costa de Oliveira (MG)

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Matheus Ribeiro; Renato, Thiago Maia e Lucas Lima; Vitor Bueno, Bruno Henrique e Ricardo Oliveira.

Técnico: Dorival Júnior

PAYSANDU: Emerson; Ayrton, Gilvan, Perema e Hayner; Augusto Recife, Rodrigo Andrade e Diogo Oliveira; Leandro Carvalho, Bergson e Alfredo

Técnico: Marcelo Chamusca