Volpi salva, e São Paulo fica no empate com o líder Atlético-MG no Morumbi

·3 minuto de leitura


Em grande partida de Tiago Volpi, São Paulo e Atlético-MG empataram por 0 a 0, neste sábado, no Morumbi, pela 22ª rodada do Brasileirão-2021. Enquanto os donos da casa foram melhores no segundo tempo, os visitantes foram melhores no primeiro. O resultado mantém os mineiros na liderança do campeonato com boa vantagem, já os paulistas ainda olham para o Z4.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

Primeiro tempo fraco: Galo ataca sem perigo, Tricolor não consegue criar

O primeiro começou bastante equilibrado, com bastante disputas de bola entre as equipes e com poucas oportunidades de gols de ambos os lados. O Tricolor entrou com um objetivo claro de priorizar a defesa, utilizando três zagueiros e três volantes. Enquanto o Galo apostou no volume de ataque, com chegadas pelo meio e pelas laterais, além de Hulk e Vargas brigando com a zaga.

A única chance mais perigosa do primeiro tempo foi do Atlético-MG, mas só levou perigo por uma quase falha de Tiago Volpi, que soltou a bola após finalização rasteira, de longe, do meia Nathan. O goleiro são-paulino conseguiu se salvar no lance e agarrou com tranquilidade sem dar chances. Pouco depois, em cobrança de escanteio, Réver cabeceou novamente nas mãos do arqueiro.

Dali em diante, o nível do jogo piorou ainda mais. O São Paulo, que não conseguia dar sequência em jogadas do meio para frente, finalizou apenas uma vez e não foi em direção ao gol. O Galo, por sua vez, também não levava perigo e não ameaçava tanto a defesa adversária. A partida foi para o intervalo de forma bem sonolenta e como muito a melhorar para a etapa final.

São Paulo melhora, mas Tiago Volpi evita a vitória do Atlético-MG

Na volta do intervalo, os acontecimentos pareciam apontar para uma melhora na partida. Tanto é que logo aos três minutos, em jogada pela direita, Guga raspou de cabeça para Vargas, que entrou na área e chutou cruzado, mas para fora do gol. Dois minutos depois, em um contra-ataque, foi a vez do São Paulo, que aproveitou vacilos do Galo e chegou com Rodrigo Nestor, que fez bonita jogada individual, mas na hora de finalizar acabou travado por Guga.

Com o Tricolor melhor na partida e dominando as ações, Cuca fez logo três alterações e desfez o esquema com três zagueiros para tentar modificar o cenário. Foi o time da casa, porém, que assustou com Rigoni, cobrando falta no travessão. Em seguida, Luciano ajeitou na entrada da área para Luan, que chutou mal. Pouco depois, Hulk arriscou de longe, sem perigo. O camisa 7 chegou a marcar, mas um impedimento foi assinalado no início da jogada.

Assim como na primeira etapa, a partida começou a cair de qualidade depois dos 30 minutos. Ambos os técnicos efetuaram mexidas para tentar modificar o cenário, mas foi Guilherme Arana, que já estava em campo, que teve as melhores chances da partida. Primeiro arriscando belo chute de longe e depois em boa jogada trabalhada no ataque. Em ambas obrigou Tiago Volpi a fazer defesas difíceis para evitar o que seriam possíveis gols da vitória do Galo.

No fim, em lance de troca de passes entre Calleri e Reinaldo, Gabriel Sara recebeu na entrada da área e quase encontrou o cantinho do goleiro Everson, mas houve um desvio para escanteio e a partida acabou empatada.

E agora?

Com o resultado, o São Paulo vai a 27 pontos e fica na 12ª colocação na tabela. O Tricolor volta a campo no próximo domingo, quando enfrenta a Chapecoense, fora de casa. Já o Atlético-MG permanece na liderança e aumenta em um ponto sua vantagem para o segundo colocado. Na próxima terça-feira, pela Libertadores, decide em casa vaga para final contra o Palmeiras.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos