Volante do Vasco, Guarín lamenta COVID-19: 'Ver morte, fome, pobreza... decidi não ver mais televisão'


A pandemia de COVID-19 tem matado pessoas e aumentado as mazelas mundo a fora. Psicologicamente, há pessoas abaladas, e não é diferente no mundo do futebol. O colombiano Fredy Guarín, do Vasco, por exemplo, admite que parou de acompanhar o noticiário.

- Ninguém, no mundo, praticamente, estava preparado. Eu decidi não ver mais televisão. Já estava preocupado. Ver morte, fome, pobreza... decidi não ver mais televisão. Mas sempre pedindo a Deus que ajude essa gente, que proteja a todos e acabe com essa coisa ruim - admitiu o meio-campista vascaíno, durante transmissão ao vivo da Vasco TV, na noite desta terça-feira. E completou:

- Estão todos bem (familiares), graças a Deus. Na Colômbia, estão todos em quarentena obrigatória. Minha mãe ficou nos EUA, meus filhos estão na Colômbia. E meus amigos estão bem, graças a Deus. Obrigado - emendou.





Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também