Vitória vence Sampaio Corrêa fora de casa e ganha fôlego na luta contra o Z4 da Série B

·4 minuto de leitura


Na noite desta terça-feira (12), o Sampaio Corrêa recebeu o Vitória e acabou sendo derrotado por 1 a 0. O único gol do confronto foi anotado por Eduardo, ainda no primeiro tempo. Com o triunfo, a equipe baiana chegou aos 29 pontos e ficou a três do Brusque, primeiro time fora do Z4. Por outro lado, a Bolívia Querida segue estacionada no meio da tabela.

Agora, as duas equipes voltam a campo somente na próxima semana. Na terça-feira (19), o Sampaio Corrêa visita o Coritiba, às 21h30. Por outro lado, no sábado (23), o Vitória recebe o Brasil de Pelotas, às 16h30.

>Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

Fim do jejum logo cedo
Mesmo jogando fora de casa, o Vitória foi mais incisivo nos primeiros minutos. Assim, levou perigo logo que a bola começou a rolar. Depois de uma troca de passes, Marcinho teve a chance de finalizar, mas foi desarmado na hora do chute.

Entretanto, se Marcinho não conseguiu finalizar, Eduardo obteve êxito. Em cobrança de falta, o meia soltou a bomba de longe, viu a bola desviar na barreira e morrer no canto esquerdo de Luiz Daniel, colocando fim a um jejum de seis jogos sem marcar do time baiano.

Falta de criatividade
Depois do gol, o Vitória continuou dominando a posse, mas com o passar do tempo, o técnico Wagner Lopes pediu para que a equipe abaixasse as suas linhas e ficasse mais no campo defensivo.

Com a posse, o Sampaio Corrêa esbarrou não somente na forte marcação, como também na sua dificuldade de criação. A equipe maranhense sequer conseguiu finalizar até os 30 minutos.

Leão (ainda) cria mais
​Com as dificuldades na criação do Sampaio Corrêa, o Vitória passou a ter boas oportunidades nos contra-ataques. Marcinho foi o responsável por armar as principais jogadas e, por algumas vezes, teve espaços para invadir a área, mas errou na decisão final.

Antes do intervalo, Manoel ainda desperdiçou uma chance real de gol após cruzamento de Bruno Oliveira. O atacante errou o tempo de bola e acabou cabeceando mal, mesmo livre. Desse modo, o jogo foi para o intervalo com o placar de 1 a 0 para os visitantes.

Partida volta com tudo
O intervalo fez bem para o jogo. Na volta, Felipe Surian colocou Jean Silva e deu ainda mais velocidade e poder de fogo ao ataque do Sampaio Corrêa. Assim, a equipe da casa se lançou ainda mais ao setor ofensivo e tentou algumas finalizações, mas sem êxito.

Por outro lado, o Vitória seguiu fazendo aquilo que vinha executando na reta final da primeira etapa: marcar forte no seu campo e sair nos contra-ataques. Fabinho e Eduardo tentaram uma vez cada, mas pararam nas defesas tranquilas de Luiz Daniel.

Alternativa pelos lados
​Durante toda a duração da etapa final, o Sampaio Corrêa optou por utilizar ainda mais os os lados do campo, principalmente com Pimentinha. Por duas vezes, a Bolívia Querida teve um jogador chegando à linha de fundo e tocando para trás. Na primeira, o goleiro Lucas Arcanjo cortou o toque de Ferreira. Já na segunda, Léo Artur teve a chance de completar para o gol, mas pegou mal na bola. Jean Silva ainda conseguiu um cabeceio nos minutos finais, porém mandou por cima.

O Vitória se fechou e seguiu apostando nos lances de contra-ataque. Contudo, não conseguiu efetivar nenhuma chance real de aumentar o marcador. Assim, compactou suas linhas na frente da sua meta e controlou o tempo até o apito final do árbitro, garantindo a vitória.

FICHA TÉCNICA
SAMPAIO CORRÊA 0 X 1 VITÓRIA
​​​Local
: Castelão, em São Luís-MA
Data/Horário: 12 de outubro de 2021 (terça-feira), às 19h
Árbitro: Luiz Augusto Silveira Tisne (SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (SC) e Gizeli Casaril (SC)
Gol: Eduardo (4'/1°T) (0-1)
Cartões amarelos: Manoel, Bruno Oliveira, Lucas Arcanjo (Vitória), Ciel, Alyson (Sampaio Corrêa)

SAMPAIO CORRÊA: Luiz Daniel; Watson, Allan, Nilson Júnior e Alyson (Mascarenhas, aos 34'/2°T); Eloir, Márcio Araújo (Léo Artur, aos 12'/2°T), Baraka (Jean Silva, aos 0'/2°T) e Nadson (Ferreira, aos 12'/2°T); Pimentinha e Ciel (Jackson, aos 34'/2°T). Técnico: Felipe Surian.

VITÓRIA: Lucas Arcanjo; Van, Mateus Moares, Wallace Reis e Roberto; João Pedro, Bruno Oliveira (Cedric, aos 34'/2°T) e Eduardo (Caíque Souza, aos 42'/2°T); Fabinho, Marcinho (David, aos 34'/2°T) e Manoel (Samuel, aos 29'/2°T). Técnico: Wagner Lopes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos