Vitória transforma situação da Argentina, que jogará para ser 1ª no grupo; veja as combinações

DOHA, QATAR, 26.11.2022: Argentina enfrenta o México pela Copa do Mundo, no estádio de Lusail. Na foto: Messi comemora gol. Foto: Gabriela Biló/Folhapress
DOHA, QATAR, 26.11.2022: Argentina enfrenta o México pela Copa do Mundo, no estádio de Lusail. Na foto: Messi comemora gol. Foto: Gabriela Biló/Folhapress

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Da possibilidade de eliminação na Copa do Qatar, que viria com uma derrota para o México, a Argentina passou não só a ter chance de se classificar para as oitavas de final como depende de seu próprio desempenho para ser a líder do Grupo C.

Os gols de Messi e Enzo Fernández no estádio de Lusail, que valeram o triunfo por 2 a 0, colocaram os argentinos em segundo lugar na chave, com 3 pontos, o mesmo número da Arábia Saudita, algoz na partida de estreia, que está com um saldo de gols pior.

A Polônia, adversária da Argentina na rodada final do grupo, na quarta-feira (30), lidera com 4 pontos. O México, na lanterna, soma 1 ponto.

Assim, para se classificar, basta a Argentina superar os poloneses. Mais que isso: se ganhar e a Arábia Saudita não vencer o México por boa margem, ficará em primeiro lugar, já que possui saldo de gols melhor (1 contra -1).

Um empate também pode servir para que os bicampeões mundiais (1978 e 1986) passem para a fase eliminatória da Copa, na segunda colocação.

Isso acontecerá se a partida entre mexicanos e sauditas terminar empatada, pois a Argentina terá os mesmos 4 pontos da seleção árabe mas a superará no saldo de gols.

Contudo, se a Argentina empatar e a Arábia Saudita ganhar, o país sul-americano estará fora.

Caso a Argentina empate e o México vença, haverá igualdade tripla em pontos -as duas seleções mais a polonesa, que ganhou da Tunísia também neste sábado (26).

Nessa situação, o saldo de gols define os classificados, e a matemática entra em cena.

A Argentina ficará atrás da Polônia de Lewandowski, que tem saldo de dois gols, um a mais que o da equipe treinada por Lionel Scaloni.

Assim, a Argentina tem de torcer para o México (saldo -2) não ganhar por quatro gols de vantagem dos sauditas, pois perderá no saldo.

Os mexicanos ganhando por até dois gols de diferença (ficariam com saldo 0), a Argentina passa.

Newsletter Copa 2022 Um guia diário no email com o que você precisa saber sobre o Mundial no Qatar. *** Se o México vencer por diferença de três gols, a matemática fica mais complicada, pois envolverá o placar das duas partidas, já que o saldo de gols será o mesmo (1) e o número de gols a favor desempatará.

Neste momento os argentinos têm três gols a favor, e os mexicanos, nenhum.

Saldo de gols igual e número de gols pró também igual (o que acontece, por exemplo, se os resultados foram Argentina 0 x 0 Polônia e México 3 x 0 Arábia Saudita)? A Argentina passa, pois o critério seguinte de desempate é o confronto direto.

Fair play é um dos critérios de desempate na Copa para classificação às oitavas Assim, os cenários permitem ao torcedor da Argentina ficar otimista, mas vale lembrar que uma derrota simples para a Polônia mandará Messi e companhia de volta para casa.