Vitória no Brasil, título em Valência e Assen 2013: Lorenzo elege melhores memórias

Redação GP

Jorge Lorenzo anunciou sua aposentadoria da MotoGP nesta quinta-feira (14). Em Valência, o piloto afirmou que é sua última prova no Mundial de Motovelocidade e aproveitou para elencar as melhores memórias na categoria.

 

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O espanhol disputou 18 temporadas no Mundial. Em uma carreira um tanto quanto vencedora, conseguiu cinco títulos mundiais, três deles na classe rainha, além de ter alcançado 68 vitórias e 152 pódios.

 

Entretanto, os últimos anos têm sido bastante difíceis para o #99. O competidor sofreu para conseguir se adaptar à Ducati, mas as coisas se complicaram mesmo quando mudou para a Honda – além de não pegar a mão da RC213V, sofreu diversas e graves lesões.

 

Com isso, tomou a difícil decisão de parar, muito por conta da queda que sofreu em Assen. Mas ao relembrar de sua jornada, apontou diversos momentos felizes que viveu. “É muito difícil escolher um, pois, com sorte, vivi muitos bons momentos”, falou.

Jorge Lorenzo e Carmelo Ezpeleta (Foto: Reprodução)



“Mas se tivesse que escolher um seria Malásia em 2010 porque alcancei o título mais importante que qualquer piloto do mundo pode alcançar [o primeiro na MotoGP]. Isso me deu muita liberdade, muita satisfação e estava livre profissionalmente”, seguiu.

 

“Meus cinco momentos seriam minha primeira vitória [nas 125cc] no Brasil, em 2003, meu primeiro título [nas 250 cc] em Valência, em 2006, e meu título na MotoGP [em 2010]. Também coloco Assen, em 2013, pois fiz algo incrível que mostra como a mente pode levar o corpo ao limite. E provavelmente meu último título aqui em Valência, em 2015”, apontou.

 

Lorenzo ainda aproveitou para falar sobre o futuro – que ele ainda não planejou nada. “Bem, sempre disse que a vida não é apenas sobre motos. Há muitas coisas para se fazer. Todos trabalhamos nesse esporte, mas bilhões de pessoas trabalham em outras coisas”, disse.

 

“Tenho algumas paixões, mas não pensei muito ainda. Gostaria de tirar longas férias neste inverno, e algum lugar ensolarado com praias, e então vou começar a pensar no próximo capítulo”, concluiu.

 

Com o anúncio do piloto, diversos colegas do Mundial deixaram mensagens. Um deles foi seu companheiro Marc Márquez, que parabenizou a corajosa decisão. Já Valentino Rossi destacou que o esporte vai perder um importante membro.



Paddockast # 41

MAIORES VITÓRIAS DE HAMILTON NA F1


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM




Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo


O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.


Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.






Leia também