Após vitória na ida, Santa recebe Sport para decidir semi do Nordestão

O último finalista da Copa do Nordeste será definido nesta quarta-feira. Santa Cruz e Sport realizam o segundo jogo da semifinal, no Arruda, depois da vitória coral por 2 a 1 no primeiro encontro, realizado na Ilha do Retiro. Quem avançar encara o Bahia na grande decisão.

Com o resultado da ida, o Tricolor tem a vantagem de ir à final com empate ou até mesmo com uma derrota por 1 a 0. A missão do Rubro-negro é vencer por dois gols de diferença ou garantir o triunfo pelo mesmo placar da primeira partida da semi para levar a definição às cobranças de pênalti.

Além da desvantagem, o Sport terá que lutar contra o retrospecto diante do rival em 2017. Contando os compromissos do Campeonato Pernambucano, o time comandado por Ney Franco não venceu nenhum dos Clássicos das Multidões do ano e soma dois empates e uma derrota.

Sem querer se apoiar no regulamento, o Santa espera tirar do primeiro jogo apenas a postura, para confirmar a vaga. O volante Elicarlos ressaltou que a equipe deve buscar o domínio do jogo e ter tranquilidade.

“A gente tem que manter o mesmo ritmo (da vitória por 2 a 1 contra o Sport, no último sábado). Não adianta fazer como tentamos fazer lá em Salgueiro. Temos que ditar o nosso ritmo de jogo, não deixar o adversário fazer o deles. Tem que ter tranquilidade, estar focado ao que acontece na partida. Só dependemos desses 90 minutos para chegar à final, mas sabemos que é uma partida difícil, se tratando de um clássico, e esperamos fazer um bom resultado para chegar na final”, avaliou o meio-campista.

Em termos de escalação, o Coral não deve mexer na equipe que levou a melhor sobre o rival no último sábado. A tendência é que técnico Vinícius Eutrópio continue escalando muitos jogadores no meio de campo para ganhar qualidade nos passes a manter a posse de bola.

Pelo lado do Leão, o grande reforço para o segundo encontro da semi é a volta de Rogério. O atacante, carinhosamente apelidado de Neymar do Nordeste, cumpriu suspensão no confronto da Ilha do Retiro e volta a ficar à disposição de Ney Franco.

Confira também: Ney Franco elogia Sport e segue acreditando em vaga na final

“Acho que falta um pouco de tranquilidade, principalmente eu e os outros atacantes, que temos mais oportunidades, como foi nesse jogo. Isso está vindo dos outros jogos. Temos que treinar bastante para que a tranquilidade volte e a gente faça os gols”, cobrou Rogério, que reafirmou o caminho para a virada leonina.

“É ter tranquilidade. Rodar a bola é fundamental porque, na hora certa, vai aparecer a chance. Não adianta ir pra cima de qualquer forma porque o Santa pode aproveitar”, complementou.

Apesar do retorno do atacante, a equipe da Ilha do Retiro pode continuar tendo um desfalque. O zagueiro Ronaldo Alves retornou aos treinos nesta segunda-feira, após ficar sete jogos fora, mas voltou a sentir dores na coxa direita e criou um ponto de interrogação na cabeça do treinador. Henríquez e Mathues Ferraz seguem disputando a vaga no setor defensivo.