Vitória da Arábia Saudita sobre Argentina é maior zebra estatística da história das Copas

Lionel Messi durante partida da Argentina contra a Arábia Saudita pela Copa do Mundo do Catar

Por Mitch Phillips

AL RAYYAN, Catar (Reuters) - A vitória de 2 x 1 da Arábia Saudita sobre a Argentina nesta terça-feira é considerada a maior surpresa da história da Copa do Mundo pela empresa de dados Nielsen Gracenote, superando a maior zebra anterior, a vitória dos Estados Unidos sobre a Inglaterra em 1950.

Usando seu próprio sistema de classificação e uma fórmula complexa que leva em consideração a força, localização e história da equipe, a Gracenote disse que a chance da seleção saudita, 51ª no ranking da Fifa, derrotar um time argentino invicto em 36 jogos era de 8,7%.

Veja as 10 principais zebras da história das Copas, segundo a Gracenote:

1. Arábia Saudita 2 x 1 Argentina em 2022 (8,7% de chance).

Classificada em 51º lugar no ranking da Fifa, a Arábia Saudita enfrentava um time que esperava igualar o recorde mundial de invencibilidade em 37 jogos, detido pela Itália. O início era promissor quando Lionel Messi colocou a Argentina na frente com um pênalti aos 10 minutos, mas gols de Saleh Al-Shehri e Salem Al-Dawsari no início do segundo tempo garantiram a virada impressionante.

2. Estados Unidos 1 x 0 Inglaterra em 1950 (9,5% de chance).

Estreando em Mundiais, a Inglaterra era a favorita para vencer a Copa do Mundo de 1950 no Brasil, enquanto os norte-americanos formavam um time semiprofissional. A Inglaterra, com o futuro técnico vencedor da Copa do Mundo Alf Ramsey na defesa, dominou, mas levou um gol de Joey Gaetjens de cabeça no primeiro tempo. Demoraria mais 44 anos até que os Estados Unidos vencessem outra partida em uma Copa do Mundo.

3. Suíça 1 x 0 Espanha em 2010 (10,3%).

A Espanha chegou à África do Sul como campeã europeia e favorita para vencer a Copa do Mundo e, apesar de ter arriscado 22 chutes contra apenas seis da Suíça, perdeu graças a um gol de Gelson Fernandes no segundo tempo. A Espanha se recuperou do revés ao vencer o torneio três semanas depois.

4. Argélia 2 x 1 Alemanha Ocidental em 1982 (13,2%).

A primeira partida da Argélia em uma Copa do Mundo representou seu melhor momento, quando Lakhdar Belloumi fez o primeiro gol e marcou o gol da vitória contra a potência europeia Alemanha Ocidental.

5. Gana 2 x 0 República Tcheca em 2006 (13,9%).

Esperava-se que uma seleção tcheca que havia chegado à final da Eurocopa de 2004 continuasse o bom desempenho na Copa do Mundo após vencer os Estados Unidos por 3 x 0, enquanto Gana, que fazia sua estreia em Mundiais, já havia perdido para a Itália.

No entanto, Asamoah Gyan colocou Gana na frente aos 70 segundos e Sulley Muntari conseguiu um segundo gol para encerrar uma partida fantástica. Gana acabou perdendo para o Brasil nas oitavas de final, enquanto os tchecos não conseguiram se classificar.

6. Uruguai 2 x 1 Brasil em 1950 (14,2%).

A única Copa do Mundo que não teve final, efetivamente conseguiu um jogo decisivo na última partida da fase decisiva, onde o Brasil precisava apenas de um empate em casa para levar o título.

Diante de quase 200.000 torcedores no Maracanã, o Brasil liderava no meio do segundo tempo, mas o Uruguai marcou duas vezes em 13 minutos com Pepe Schiaffino e Alcides Ghiggia para garantir o troféu pela segunda vez em um jogo que permanece famoso na história de ambos os países.

7. Coreia do Sul 2 x 0 Alemanha em 2018 (14,4%).

A então campeã Alemanha já havia perdido para o México, mas ainda assim foi um grande choque a derrota para a Coreia do Sul, que precisava de uma vitória de dois gols para ter alguma chance de seguir em frente naquela edição do torneio.

8. País de Gales 2 x 1 Hungria em 1958 (16,2%).

Na ladeira abaixo de seu auge de em 1954, a Hungria ainda era considerada uma das melhores equipes do mundo, mas depois de um empate na fase de grupos com o País de Gales, eles tiveram que enfrentar a mesma equipe em uma revanche e saíram derrotados.

9. Irlanda do Norte 1 x 0 Espanha em 1982 (16,5%).

O país anfitrião, a Espanha, precisava de um empate para terminar em primeiro no grupo e avançar para o grupo mais fácil da segunda fase. Mas, apesar de dominar a partida, Gerry Armstrong marcou o gol mais famoso da história de seu pequeno país.

10. Senegal 1 x 0 França em 2002 (17,3%).

A França era campeã mundial e europeia, enquanto Senegal fazia sua estreia no torneio em uma partida apimentada pelo fato de 21 dos 23 jogadores do Senegal jogarem por clubes franceses.

Em outro jogo de abertura memorável, Papa Bouba Diop fez o único gol quando Senegal iniciou uma marcha até as quartas de final, enquanto a França terminou em último lugar no grupo e foi eliminada na primeira fase.

(Reportagem de Mitch Phillips)