Vitória contra a Colômbia cria "casca" para a seleção brasileira, diz Tite

·2 minuto de leitura
O técnico da seleção brasileira, Tite, conversa com Gabriel Barbosa durante a partida da fase de grupos da Copa América contra a Colômbia, no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, em 23 de junho de 2021

O técnico da seleção brasileira Tite, destacou a importância de disputar uma partida difícil como a da noite desta quarta-feira diante da Colômbia, no Rio de Janeiro, em que o Brasil venceu por 2 a 1 de virada e nos acréscimos.

"Confesso que esse jogo não é da característica que a tradição de Brasil-Colômbia teve. Todos os outros confrontos tiveram mais jogo. Vai criando (casca) porque você joga pressionado", disse o treinador em uma entrevista coletiva virtual no estádio Olímpico Nilton Santos.

"Em um momento o jogo é picotado, você quer botar ritmo e não consegue. Corremos um sério risco de ficarmos nervosos", garantiu o técnico após a partida que sua equipe virou nos últimos segundos.

A Colômbia assustou o Brasil ao abrir o placar com um gol de meia bicicleta de Luis Díaz. Mas Roberto Firmino empatou de cabeça em um gol que teve um lance polêmico pouco antes, depois que a bola atingiu o juiz argentino Néstor Pitana, que deu continuidade à jogada apesar da reivindicação dos colombianos de que ele desse bola ao chão.

Já nos acréscimos, Casemiro, após um escanteio cobrado por Neymar, decretou a vitória da seleão brasileira, a décimo primeira consecutiva.

Após o gol de empate, a temperatura subiu em campo e até Tite bateu boca com um membro da delegação colombiana.

"Não temos que comprar briga com ninguém, temos adversários do outro lado. Aliás, a Colômbia tem sido ao longo da história um dos adversários que têm uma qualidade técnica muito grande, um dos mais difíceis que temos enfrentado. O golaço da Colômbia mostra a qualidade que têm", apontou.

Tite se absteve de comentar diretamente a questionada decisão de Pitana, a quem criticou por diversas decisões durante a partida.

"Lamento o que vou falar, mas o Pitana tem que cuidar", alertou.

O treinador também criticou o estado do gramado do estádio Nilton Santos, reclamação já feita por outros, como Lionel Messi e Neymar.

"É um campo que não vou chamar de horrível, mas muito ruim pra se jogar futebol, prejudica todo o espetáculo", disparou.

Líder do Grupo B com três vitórias em três partidas e já classificado para as quartas de final da Copa América-2021, o Brasil vai fechar a fase de grupos contra o Equador no domingo, em Goiânia.

raa/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos