De visitante, Grêmio sai na frente contra o Cuiabá pela Copa do Brasil

Futebol Latino
·4 minuto de leitura
Jogadores do Grêmio comemoram gol de Diego Souza (Lucas Uebel/Gremio FBPA)
Jogadores do Grêmio comemoram gol de Diego Souza (Lucas Uebel/Gremio FBPA)

Depois de uma partida bastante disputada e debaixo de bastante chuva na Arena Pantanal, o duelo entre Cuiabá e Grêmio teve a equipe gaúcha saindo na frente do confronto pelas quartas de final da Copa do Brasil com a vitória por 2 a 1.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Com isso, os gols de Diego Souza e Jean Pyerre (Williams Santana fez para os mato-grossenses) deixam o Tricolor com a vantagem do empate para o confronto da volta na Arena do Grêmio pensando em seguir rumo a semifinal enquanto a vitória por um gol do Dourado leva as penalidades.

Leia também:

DE PÉ EM PÉ

Logo na sua primeira chegada mais aguda, o Grêmio exerceu o favoritismo apontado com muita categoria quando a bola foi aberta no lado direito com Victor Ferraz e teve liberdade para avançar. Ao chegar na linha de fundo, ele deu um verdadeiro passe ao cavar certeiro na cabeça de Diego Souza que testou no extremo canto direito de João Carlos que pouco podia fazer para evitar o tento gremista.

PELO ALTO FERIDO, PELO ALTO FERE

Curiosamente, foi também em uma bonita chegada de seu lateral direito onde o cruzamento perfeito foi concluído com uma testada firme que a equipe mandante chegou a igualdade mesmo sendo dominado em troca de passes de domínio territorial pelo Grêmio. Após bom passe recebido em profundidade, o lateral-direito Hayner colocou na cabeça de Willians Santana que deu uma cabeçada forte, no alto, para superar Vanderlei.

O PRÊMIO DA PACIÊNCIA

Tendo o controle da dinâmica do confronto, o Tricolor ia trabalhando a movimentação para achar os espaços e conseguir incomodar a meta cuiabana, algo que conseguiu quando Cortez foi colocado em velocidade por Pepê no lado esquerdo e cruzou para, depois do desvio de Eduardo Kunde, o mesmo Pepê se apresentar dentro da área e ser derrubado por Anderson Conceição dentro da área, penalidade marcada. O meia Jean Pyerre foi para a batida e encheu o pé no lado esquerdo do gol e viu João Carlos pular no canto oposto.

QUE BOMBARDEIO!

O Cuiabá chegou pela primeira vez com mais clareza de marcar o tento da igualdade em um verdadeiro bombardeio protagonizado pelo sistema ofensivo onde Yago cruzou para Williams Santana testar em maravilhosa defesa de Vanderlei. A bola voltou para nova intervenção do goleiro gremista no rebote onde, depois de ir para o outro lado da área, caiu nos pés de Elvis que acertou a trave direita do Grêmio antes da bola ser afastada de qualquer maneira pela zaga gaúcha.

INVESTIDAS SEM SUCESSO

Depois de conseguir aplicar 20 minutos de intensa pressão e rondar perigosamente a área do Grêmio, o Dourado parece ter perdido fôlego em adendo a uma maior capacidade do time visitante tanto no controle da posse (algo que fez bem na etapa inicial) e também no poder de atrair a equipe do Cuiabá para sair em velocidade e encontrar brechas importantes. Já na reta final, Thaciano teve oportunidade excelente em cruzamento onde subiu sozinho, mas testou pela linha de fundo e viu o resultado final se manter em 2 a 1 para o Tricolor.

FICHA TÉCNICA
CUIABÁ 1 x 2 GRÊMIO

Local: Arena Pantanal, Cuiabá (MT)
Data e hora: 11/11/2020 - 19h
​Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP)
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho e Daniel Luis Marques (ambos SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Cartões amarelos: Williams Santana (CUI); Lucas Silva (GRE)
Cartões vermelhos: -
Gols: Diego Souza (7'/1°T), Willians Santana (18'/1°T), Jean Pyerre (42'/1°T)

CUIABÁ: João Carlos; Hayner (Lucas Ramon, aos 23'/2°T), Eduardo Kunde, Anderson Conceição e Romário; Nenê Bonilha (Auremir, aos 23'/2°T), Matheus Barbosa (Pierini, aos 27'/2°T) e Elvis (Diego Jardel, aos 24'/2°T); Yago, Maxwell e Willians Santana (Perdigão, aos 12'/2°T). Técnico: Franco Muller.

GRÊMIO: Vanderlei; Victor Ferraz, Geromel, David Braz e Cortez; Lucas Silva, Matheus Henrique (Paulo Miranda, aos 42'/2°T) e Jean Pyerre (Thaciano, aos 22'/2°T); Pepê (Diogo Barbosa, aos 42'/2°T), Ferreira (Everton, aos 15'/2°T) e Diego Souza (Churín, aos 22'/2°T). Técnico: Renato Portaluppi.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube