Visita de torcida do Palmeiras aumenta polêmica sobre testes de Covid-19

Redação Esportes
·2 minuto de leitura
Jogadores do Palmeiras receberam visita de torcedores (Cesar Greco/ Ag. Palmeiras)
Jogadores do Palmeiras receberam visita de torcedores (Cesar Greco/ Ag. Palmeiras)

A polêmica entre Corinthians e Palmeiras sobre o protocolo da Federação Paulista de Futebol (FPF) contra o novo coronavírus ganhou mais um capítulo nesta quarta (5), horas antes do primeiro jogo da decisão do torneio estadual. O Corinthians consultou a FPF para saber se o rival faça novos exames após um encontro entre os jogadores do Alviverde e torcedores.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

A informação foi revelada pelo repórter André Hernan, do Grupo Globo.

Na última terça (4), o elenco do Palmeiras recebeu a visita de três integrantes de uma torcida organizada. Os torcedores teriam ressaltado a importância do clássico que decide o Campeonato Paulista. O clube alega que o encontro foi feito em um espaço aberto, respeitando as medidas de distanciamento social.

Leia também:

Desde o início da semana, os clubes entraram em uma polêmica sobre os testes de coronavírus. Enquanto o Corinthians alega que não faria testes antes do primeiro jogo porque manteve seu elenco confinado, o clube criticava o Palmeiras por liberar seus jogadores após as partidas, algo que não estava previsto no protocolo.

Em entrevista ao SporTV, um dos médicos do Palmeiras afirmou que o clube estava fazendo dois testes semanais, na segunda e na quarta, em dois laboratórios diferentes e que o confinamento do rival poderia não ser totalmente seguro.

A Federação decidiu a favor do Corinthians e não exigiu testes antes do primeiro jogo, que será realizado nesta quarta, mas obrigou que os dois clubes realizem exames nesta quinta (6), dois dias antes do segundo jogo da final, que será realizado no sábado (8), às 16h.

Durante a semana, a realização de testes foi motivo de polêmica entre os clubes. O Corinthians disse que, por manter o elenco confinado, não precisaria realizar novos exames, ao contrário do Palmeiras. A Federação deu razão ao clube alvinegro e chegou a um acordo com os rivais para que ambos testassem os jogadores antes da segunda partida da final – sábado, às 16h30, na arena palmeirense.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube