Visibilidade e sonho olímpico: o plano do Botafogo para ter Felipe Vizeu

Felipe Vizeu é o principal alvo do Botafogo para 2020 (Foto: Everton Silveira /Lancepress!)
Felipe Vizeu é o principal alvo do Botafogo para 2020 (Foto: Everton Silveira /Lancepress!)


O atacante Felipe Vizeu é o principal alvo do Botafogo para a próxima temporada. O clube já enviou proposta à Udinese, da Itália, para ter o jogador por empréstimo e aguarda retorno dos europeus. A concorrência pelo atleta de 22 anos é grande e o Glorioso terá de superar ainda clubes como o Athletico-PR, o Al Ain, dos Emirados Árabes e a Universidad Católica, do Chile, também interessados. Para isso, o Alvinegro conta com alguns trunfos: o sonho de Vizeu disputar a Olimpíada de Tóquio e a volta ao futebol carioca.

O clube rival brasileiro na disputa pelo jogador, o Athletico, tem a favor o fato de já estar classificado para a Libertadores da América de 2020. O Botafogo escapou do rebaixamento em 2019, mas não conseguiu a classificação para nenhuma competição internacional para a próxima temporada. Essa ausência de torneios no exterior, no entanto, seria compensada pelo protagonismo que Vizeu teria no Glorioso. Mais que o dono da camisa 9, o atacante também pode ser o símbolo de um novo Botafogo, que vive o processo de transição do futebol profissional para o modelo clube-empresa. Como principal contratação do clube, ele seria o nome forte da retomada alvinegra.

O sonho do atacante de disputar os Jogos Olímpicos de Tóquio com a Seleção Brasileira Sub-23 é outra carta na manga do Glorioso. No clube carioca, Vizeu chegaria com status de titular e poderia, assim, ter a sequência de jogos necessária para convencer o técnico André Jardine a convocá-lo. Aos 22 anos, ele tem idade para disputar o torneio. Fora dos jogadores que vão disputar o Pré-Olímpico a partir de 18 de janeiro, na Colômbia, Vizeu tem a urgência de mostrar serviço ao treinador nacional.

Voltar ao futebol carioca e ao Rio de Janeiro contam pelo lado afetivo e familiar do jogador. Natural de Três Rios, ele viveu muitos anos na Cidade Maravilhosa, desde o início da formação como jogador nas categorias de base do Flamengo. A proximidade com a família foi um dos motivos que o fizeram aceitar jogar no Grêmio na última temporada. Em 2019, Vizeu foi pai do pequeno Valentin.






Conversa positiva com Montenegro

Felipe Vizeu teve reunião com Carlos Augusto Montenegro, um dos integrantes do Comitê que cuida do futebol do clube, na última sexta-feira. A conversa foi considerada "ótima" pelo dirigente. O atleta teria gostado do que foi apresentado pelo Glorioso. Na questão salarial, Montenegro conseguiu satisfazer o jogador, sem cometer excessos, diante da realidade financeira do clube. Na próxima semana, Vizeu retorna da Itália com uma resposta definitiva da Udinese.

Felipe Vizeu seria o sexto reforço do Botafogo na temporada. O clube já acertou com os atacantes Pedro Raul e Alex Lecaros, o lateral Guilherme Santos, o zagueiro Ruan Renato e o volante Thiaguinho.

O atacante foi revelado na Gávea, em 2016, jogou 75 partidas pelo Rubro-Negro e marcou 20 gols. As atuações de destaque chamaram a atenção do futebol europeu e ele foi vendido à Udinese, no final da temporada de 2018.

Em 2019, sem espaço no clube italiano, no qual entrou em campo penas cinco vezes, acabou emprestado ao Grêmio, por um pedido do técnico Renato Gaúcho. Uma lesão no joelho esquerdo, no entanto, o deixou afastado dos gramados por boa parte da temporada. Felipe Vizeu deixou o Tricolor gaúcho com um total de 26 partidas disputadas, cinco gols anotados e dois títulos: a Recopa Gaúcha e o Campeonato Gaúcho.







Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também