Vinte jogadores da MLS testam positivo para COVID-19 a uma semana da retomada

AFP
Um jogador domina a bola durante partida da MLS, 7 de março de 2020 em Washington
Um jogador domina a bola durante partida da MLS, 7 de março de 2020 em Washington

Vinte jogadores da Major League Soccer (MLS) deram resultados positivos em exames de detecção para o novo coronavírus, anunciou a entidade que rege o futebol norte-americano, que pretende retomar a competição em 8 de julho na Flórida, após cerca de quatro meses de suspensão devido à pandemia.

"Até domingo (28), 18 jogadores e seis membros das comissões técnicas dos clubes deram positivo" ao teste PCR aplicado em 668 atletas desde o início do mês, informou a MLS.

Outros dois jogadores deram positivo ao chegar em Orlando, onde será realizado com portões fechados o torneio de retomada do campeonato, batizado de "MLS is back".

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Suspenso desde 12 de março, o campeonato vem sendo submetido a um rigoroso protocolo sanitário desde o reinício dos treinos coletivos, em 4 de junho.

A prudencia se deve à grave situação sanitária nos Estados Unidos, país mais afetado no mundo pela COVID-19, com 125.747 mortes e mais de 2,5 milhões de pessoas contaminadas.

Na última terça-feira (23), a liga de futebol feminino dos Estados Unidos (NWSL) também se viu afetada pela pandemia, após o Orlando Pride anunciar que não disputará a Challenge Cup, um torneio organizado em Utah, depois de seis jogadoras e três membros das comissões técnicas darem positivo para COVID-19.

A Flórida vem sofrendo com uma segunda onda de contaminações nos últimos dias.

Aalém do torneio de retomada da MLS, a Flórida também sediará todo o fim da temporada da NBA a partir de 30 de julho.

Leia também