Vini Jr foi o maior driblador da 1ª rodada da Copa do Mundo

Vinicius Júnior deu o passe para o golaço de Richarlison (Lucas Figueiredo/CBF)


O talento no drible sempre foi um diferencial brasileiro no futebol. Uma qualidade exportada para todo o mundo através dos seus jogadores. Uma virtude mostrada inclusive na estreia do Brasil na Copa do Mundo, nesta quinta-feira, quando venceu a Sérvia por 2 a 0, com dois gols de Richarlison.

Se na frente foi a pontaria do camisa 9 que decidiu, pelos lados foram os dribles que ajudaram na construção. A Seleção foi a equipe que mais buscou jogadas individuais nesta 1ª rodada da Copa. Segundo dados do site Footstats, foram 12 tentativas e sete acertos.

A maioria desses lances saíram dos pés de Vinícius Júnior, que terminou o jogo com três fintas corretas e uma errada. Foi dele, inclusive, o passe para o segundo gol brasileiro após jogada individual pelo lado esquerdo. Darwin Núnez, do Uruguai, e Al Dawsari, da Arábia Saudita, foram os outros jogadores que também completaram três dribles em suas estreias na competição.