Vindo de uma família de ciclistas, “irmãos Diniz” se unem para brilhar pela ADF

A presença de irmãos numa mesma modalidade esportiva é algo comum na história do esporte mundial. Na Fórmula 1, temos os famosos alemães Michael e Ralf Schumacher. Já no tênis, encontramos as norte-americanas Venus e Serena Williams. Ainda temos exemplos em outras categorias, como no basquete, com os espanhóis Marc e Pau Gasol, e no futebol americano, com Eli e Peyton Manning. O ciclismo brasileiro, porém, conta com uma situação ainda mais inusitada, já que a família Diniz conta com um grupo de quatro irmãos que competem profissionalmente. Dois deles integram atualmente a mesma equipe, a ADF/Guarulhos.

Para os irmãos Diniz, esta relação só traz benefício a todos profissionalmente, já que um pode ajudar o outro. “Tudo na família gira em volta do ciclismo. Quando um vai para uma corrida já chama os outros. Nós também costumamos sair juntos para treinar. É bem legal essa relação”, afirma José Junior Diniz, de 35 anos, um dos integrantes da ADF/Guarulhos.

Além de José Junior, a ADF/Guarulhos conta também com José Jailson Diniz, de 34 anos. Apesar de não poder mais competir com todos os irmãos, o ciclista lembra com carinho os tempos em que conseguiam grandes desempenhos juntos.

Clique aqui e faça a sua inscrição para a Prova 9 de Julho

“Eu fico muito feliz em ter quatro irmãos que correm dentro do ciclismo. É legal sairmos para pedalar juntos. Várias corridas participamos juntos no passado e ainda conseguimos fazer pódio no mesmo dia. É muito bacana para mim, é maravilhoso”, afirmou José Jailson, lembrando dos tempos em que, além de José Junior, conseguia fazer parceria também com José Márcio (36 anos), irmão mais velho que deixou o ciclismo por questões familiares, e Alex Correia (31 anos), caçula que defende outra equipe, o São José dos Campos, e encontra-se temporariamente suspenso por suspeitas de doping.

A paixão dos irmãos pelo ciclismo, porém, não veio por influência dos pais. Segundo José Junior, o gosto pelo esporte veio através de revistas e vídeos da modalidade. O atleta ainda revelou que a admiração por José Claudio dos Santos, o Facex, atual diretor técnico e presidente da ADF, existe há muito tempo.

“Nós começamos vendo revistas de ciclismo, vendo o pessoal que corria antigamente, como o próprio Facex (José Claudio dos Santos). Quando começamos ele estava no auge da carreira dele. Daí assistimos muitos vídeos, até porque muitas destas corridas passavam na televisão. Então isso incentivou muito. Aí um comprou uma bicicleta, o outro também, e quando vimos estávamos todos competindo”, revelou.

Vivendo bons momentos em suas carreiras, os irmãos Diniz projetam bons resultados para atual temporada na ADF/Guarulhos. José Junior falou sobre sua principal ambição no ano: a Prova Ciclística Internacional 9 de Julho. “A prova mais importante para mim atualmente é a 9 de Julho. Esta prova é muito boa. É uma prova clássica aqui no Brasil”, declarou.

Sabendo deste objetivo, José Jailson, que venceu a Prova Ciclística 1º de Maio em 2016, afirmou que irá focar seu desempenho para ajudar José Junior, já que o estilo da prova realizada na cidade de São Paulo favorece mais as características do irmão.

“Como é uma corrida mais plana, meu principal objetivo é ajudar meu irmão Júnior a ganhar, pois ele é mais sprintista. Ele é o foco, o cara que vai estar lá para decidir a 9 de Julho. Meu trabalho será para ele este ano”, afirmou.

Com o ciclismo já consolidado em toda a família, os irmãos já pensam em passar o gosto pelo esporte para as próximas gerações, incentivando os filhos a ingressarem na modalidade. “Os filhos dos meus irmãos já estão iniciando no ciclismo também. Um tem oito, outro seis. Eles já tem a ‘bicicletinha’ deles e estão entrando na modalidade”, completou José Júnior.

especial para a Gazeta Esportiva*