Vindo do banco, Keiller tem atuação destacada e comemora: ''Trabalhei para esse momento''

Marcelo Lomba, ainda sem estar 100% fisicamente, precisou substituir Keiller no empate por 2 a 2 com o Novo Hamburgo, pelo Gauchão

Aos cinco minutos do primeiro tempo, Marcelo Lomba se machucou após cobrar um tiro de meta. No seu lugar entrou Keiller, terceiro goleiro do Internacional, que teve a dura missão de garantir que o sonho do heptacomeponato gaúcho continuasse vivo. Aos 25, Júlio César abriu o placar para o Caxias em uma cabeçada sem chances para Keiller. Depois do gol, o Grená seguiu melhor e o goleiro colorado seguiu trabalhando bem.

No segundo tempo, Keiller teve seu primeiro grande momento da carreira. Aos 20 minutos, Léo Ortiz cometeu pênalti e se o Caxias marcasse, ficaria muito perto da final. Na cobrança, Gilmar parou no goleiro do Inter, que garantiu a disputa por pênaltis. Nela, o jovem arqueiro pegou a cobrança de Marlon e classificou a equipe para a final. Após o jogo, Keiller afirmou que trabalhou muito para esse momento e revelou uma dica passada para ele antes da disputa por pênaltis:

- Nunca imaginei ter uma estreia dessas. É trabalho, um pouco de intuição. A gente fala muito no dia a dia. Na hora (dos pênaltis), passaram para eu ficar tranquilo, que eu tinha pegado um já, e para não dar o lado para bater. Trabalhei para esse momento. Vou trabalhar sete dias para essa final.

O Inter espera o vencedor do duelo entre Novo Hamburgo x Grêmio na final e pode conquistar pela segunda vez, o sétimo título consecutivo do Campeonato Gaúcho. A primeira partida será realizada no próximo domingo, no Beira-Rio, e a partida decisiva será realizada no dia 7 de maio.





E MAIS: