Vinícius Jr. diz que liga espanhola não está fazendo nada contra o racismo

Atacante Vinícius Jr., do Real Madrid, durante jogo contra o Real Valladolid

(Reuters) - O atacante brasileiro do Real Madrid Vinícius Jr. acusou neste sábado a liga espanhola, LaLiga, de continuar a não fazer nada sobre torcedores racistas nas partidas, depois que vídeos nas redes sociais mostraram torcedores gritando insultos e jogando objetos contra ele em uma partida na sexta-feira.

A LaLiga emitiu um comunicado condenando todas as formas de discurso de ódio e dizendo que está investigando os casos de racismo na partida.

Vinícius parece ter sido sujeito de abusos no estádio José Zorrilla, em Valladolid, ao passar por torcedores após ser substituído na vitória do Real Madrid por 2 x 0 sobre o Valladolid na sexta-feira.

"Os racistas seguem indo aos estádios e assistindo ao maior clube do mundo de perto e @LaLiga segue sem fazer nada", escreveu Vinícius no Twitter.

Em setembro, torcedores do Atlético de Madrid foram filmados entoando cânticos racistas contra o jogador de 22 anos do lado de fora do estádio Wanda Metropolitano antes de uma partida contra o Real.

Em seu comunicado no sábado, a liga disse que está analisando a partida de sexta-feira.

"LaLiga detectou insultos racistas nas arquibancadas do estádio Zorrilla, publicados nas redes sociais", disse a liga espanhola.

“Estes fatos serão denunciados à Comissão Antiviolência e ao Ministério Público para crimes de ódio, como já foi feito em outras ocasiões”, afirmou.

(Reportagem de Aadi Nair em Bengaluru)