Villas-Boas quer seguir no Olympique de Marselha se houver solidez financeira

AFP
O técnico português do Olympique de Marselha, André Villas-Boas, após o gol do atacante Dimitri Payet sobre o Amiens, em Marselha, no dia 6 de março de 2020
O técnico português do Olympique de Marselha, André Villas-Boas, após o gol do atacante Dimitri Payet sobre o Amiens, em Marselha, no dia 6 de março de 2020

O técnico do Olympique de Marselha, André Villas-Boas, garantiu à rádio RMC nesta terça-feira que deseja continuar no clube francês, classificado para a próxima Liga dos Campeões, mas enquanto o clube tiver força financeira para enfrentar a próxima temporada com garantias.

"Quero estar na Liga dos Campeões com o Marselha", afirmou o técnico francês.

"Estou bem no Olympique de Marselha, não estou à procura de outro clube ou de outras opções, mas quero saber até que ponto somos dependentes economicamente", afirmou. "Se não tivermos condições de fazer um bom trabalho, não vale a pena", afirmou.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O OM vem sendo vigiado pela questão do fair play financeiro da Uefa. Seu caso foi transmitido à instância de julgamento dos clubes, o que abre a porta para possíveis sanções.

Villas-Boas quer "entender" se o diretor esportivo Andoni Zubizarreta e seu vice, Albert Valentín "ainda têm poder".

"Eu, assim como eles, não quero ser um ajudante. Queremos poder para tomar as decisões", afirmou.

O Villas-Boas tem contrato por mais um ano com o Olympique, que se classificou para a principal competição europeia sete anos após sua última participação.

O OM foi vice-campeão da Ligue 1 da temporada 2019-2020, que foi declarada definitivamente encerrada na semana passada. O torneio foi interrompido em março devido à pandemia de coronavírus e não pôde mais ser retomado.

Leia também