Villarreal vence Arsenal (2-1) em casa na ida das semifinais da Liga Europa

·3 minuto de leitura
O zagueiro inglês do Arsenal, Rob Holding (esq.), marca o atacante espanhol do Villarreal, Gerard Moreno, no jogo de ida das semifinais da Liga Europa, no estádio Cerámica do Villa-real, em 29 de abril de 2021

O Villarreal venceu o Arsenal por 2 a 1 nesta quinta-feira no jogo de ida das semifinais da Liga Europa, após abrir uma vantagem de 2 a 0, em um duelo em que as duas equipes terminaram com dez jogadores.

O meio-campista Manu Trigueros marcou aos 5 minutos o primeiro gol da partida com um belo chute e o zagueiro Raúl Albiol ampliou (29) para o 'Submarino Amarelo' após um escanteio. Mas os Gunners se mantiveram vivos graças ao gol de Nicolas Pépé que converteu um pênalti para os 'Gunners' (73).

O Villarreal complicou sua vida desnecessariamente quando tinha tudo a seu favor. Com 2-0 no placar, o Arsenal ficou com um a menos após a expulsão de Dani Ceballos (57) que recebeu um segundo cartão amarelo.

No entanto, o time da casa cometeu uma penalidade que fez a equipe inglesa diminuir e, pouco depois, Étienne Capoue foi expulso (79) também por receber dois cartões amarelos.

Em sua quinta semifinal em uma competição europeia - a quarta na Liga Europa - o Villarreal foi mais ofensivo primeiro, sob o comando de Unai Emery, ex-técnico do Arsenal e campeão deste torneio em três ocasiões (2014, 2015 e 2016, todos com o Sevilla).

O time inglês, décimo na Premier League, não começou com seus dois principais atacantes, Pierre-Emerick Aubameyang e Alexandre Lacazette. O gabonês entrou no final.

- Dois expulsos -

A vontade dos espanhóis de se classificar para sua primeira final europeia, depois de perderem em uma semifinal da Champions (2006 para o próprio Arsenal) e em outras três da Liga Europa (2004, 2011 e 2016), transpareceu desde muito cedo.

O gol que abriu o placar mostrou isso. O ponta nigeriano Samu Chukwueze avançou pela direita e penetrou na área adversária. A bola escorregou e por trás Trigueros não permitiu que seu companheiro a recuperasse e soltou a bomba diante do goleiro Bernd Leno, que não conseguiu evitar o gol (5).

O início do duelo não poderia ter sido mais favorável e ainda iria melhorar. Dani Parejo cobrou um escanteio que o astro do time, Gerard Moreno, desviou na pequena área, ajeitando para o veterano Albiol, que mandou para o fundo da rede (29).

A expectativa era de que após o intervalo os ingleses partissem para cima, mas aconteceu o contrário. Com um cartão amarelo recebido na primeira etapa, Ceballos fez falta em Parejo e recebeu o segundo (57), deixando o Arsenal com um a menos.

Quando parecia que só haveria más notícias para a equipe visitante, tudo mudou. O árbitro marcou um pênalti de Trigueros em Bukayo Saka que Pépé converteu (73) e logo depois o Villarreal ficou com dez após o segundo cartão amarelo de Capoue (79).

Sem força nas pernas, o time amarelo tentou sem sucesso marcar o terceiro e agora vai decidir a vaga no duelo de volta em Londres na próxima quinta-feira.

Na outra semifinal, o Manchester United praticamente garantiu a classificação para a final (que será disputada em Gdansk, na Polônia) ao derrotar a Roma por 6 a 2 em Old Trafford.

gh/pm/aam